iPod: R.I.P.

iPod photo 40GBA brincadeira começou em julho do ano passado, quando decidi, com metade da grana que precisava em mãos, comprar meu primeiro iPod. Já existiam modelos mais modernos, mas o custo/benefício da primeira geração do iPod photo, o 1º iPod colorido, me fez optar por ele — a ajuda de custo veio lá de São Paulo, da casa da minha avó. Ele vinha com todos os cabos que precisava, mais dock e ainda uma capinha para protegê-lo. Protegê-lo… que ironia.

Como muitos donos de iPods por aí, fui um tanto descuidado com meu 1º bichinho. 1º e único, até agora. Não sei quando irei comprar um novo, mas é fato que hoje eu não tenho mais iPod, exceto por uma relíquia aparentemente em perfeito estado guardada em minha gaveta. Todos sabemos o quanto que aparelhos como iPods são frágeis, e acabei, em cerca de 1 ano usando-o constantemente, deixando-o cair no chão algumas vezes. Em uma delas o problema começou a ocorrer, depois ele caiu de novo e resolveu (!), aí quando caiu mais uma vez e o problema voltou resolvi eu mesmo jogar no chão pra ver se resolvia novamente. Erro meu.

O iPod, externamente, não aparentava estar desgastado nem nada. Fora os arranhões comuns e 2 marquinhas das batidas bem discretas (de verdade), ele estava muito bem conservado. Por dentro, idem. Quando conectava-o ao meu iMac, tudo funcionava perfeitamente, ele acendia, sincronizava todos os dados, enfim, tudo ótimo. O que estava errado era o botão Hold, o que trava o teclado do iPod e evita que você pressione botões sem querer quando ele está no bolso. Em uma dessas quedas o botão travou, e fiquei impossibilitado de usá-lo.

Como falei, teve uma época que ele voltou a funcionar — com um pouco de mal contato, é verdade. Às vezes conseguia destravar, às vezes ele parecia travar de vez. Passei a não usar o botão Hold para não ter mais problemas. Mas aí veio mais uma ida ao chão e ele travou de vez, não teve jeito. Acabei deixando-o encostado por muitas semanas até decidir fazer alguma coisa.

Levei na MacBahia, assistência autorizada da Apple aqui em Salvador, e evidentemente que antes de enviarem à Apple eles tiraram algumas fotos e enviaram para lá. Pedido negado. Descuido/mal uso não são cobertos pela garantia, não havia nada que podiam fazer por mim. O pessoal da revenda até se ofereceu a tentar abrir e corrigir o problema, mas achei a oferta muito cara e não me dariam garantia de que o iPod não sairia machucado e nem que conseguiriam resolver o dito cujo. De fato, iPods não foram feitos para serem abertos. Quando há um defeito de fabricação reconhecido pela Apple, você ganha um novinho em folha.

Abrindo iPod

Mais algumas semanas encostado e resolvi pegar a chave de fenda e abri-lo eu mesmo. Afinal, o problema devia ser um simples mal contato no switch do Hold, não é? O processo não foi fácil, definitivamente. Acabei machucando a carcaça do meu queridinho, mas pelo menos fui eu mesmo que fiz — não pude colocar a culpa em ninguém. Fui destravando todas as suas partes com bastante cuidado, sempre atento para a possibilidade de algum cabo estar cruzando a parte superior com a inferior. Para este modelo, não foi o caso.

Abrindo iPod

Que engenharia! Tudo muito lindo, novo e limpo lá dentro. É por isso que ele não pode ser aberto — não há acesso para o interior, e não há mesmo. Analisei um pouco todos os componentes, com bastante cuidado, e então me concentrei lá no switch. Não havia absolutamente nada de errado com ele. Isso é a pior coisa que se pode descobrir. Então o problema não era ali. Que pena.

Abrindo iPod

Como não sei necas de eletrônica, pedi para o meu pai levar o iPod numa assistência que fica no mesmo prédio do escritório dele. É uma assistência genérica, claro, nem trabalham com Apple, mas o pessoal entende da coisa. Mais uma vez constataram que o problema não estava no switch, e resolveram resetar a bateria para ver se resolvia. Trouxe de volta para casa e — piorou. Desta vez, ele não ligou mais quando conectado ao dock, não acendeu o backlight e nem sincronizou os dados. Apenas apareceu uma mensagem na tela do iPod com o endereço “www.apple.com/support”, ou seja, o problema é sério.

Levei lá de novo, afinal, alguma coisa tinham feito errado, alguma coisa não se conectou direito. Quando foram ver com calma, o cabo de conexão do iPod com o HD havia trincado. Era o fim. Esse tipo de cabo para um aparelho do tipo do iPod muito provavelmente foi fabricado pela própria Apple, não se encontra por aí e não é com qualquer equipamento que pode-se substituir algo assim. Foi quando decretei a morte do meu bichinho. E suei tanto para conseguir pagá-lo. Mas é a vida.

Agora ele está guardadinho na minha gaveta, aparentemente em perfeito estado, e assim ficará por bastante tempo — ficará de recordação. Espero que em breve ele ganhe um irmãozinho novo, que toque vídeo, que atenda meus comandos com o dedo sobre sua tela e que tenha um HD 2 vezes maior. Mas só depois do meu MacBook Pro 17″.

Para ver todas as 15 fotos, clique aqui.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes