Pasta /Biblioteca/ (/Library/) do Mac OS X: entenda-a ou fique longe dela

Se você já tem um Mac há um tempinho, é bem capaz de já haver precisado navegar, encontrar ou apagar alguma coisa dentro de uma pasta /Biblioteca/ (em inglês, /Library/), mas o chato é que muitas vezes as pessoas não sabem como se organizar por ali ou fazem algo porque leram em algum lugar ou alguém indicou que o fizessem sem saber exatamente o efeito que aquilo ali surte.

Antes de mais nada, é bom deixar claro: a estrutura hierárquica do Mac OS X oferece não uma, mas três pastas /Biblioteca/: uma bem na raiz do HD, uma dentro da pasta /Sistema/ (/System/) — também na raiz — e a terceira é aquela em que nos focaremos neste artigo, a que encontra-se dentro do seu usuário, em /Usuários/seu-nome/Biblioteca/ (/Users/your-name/Library/). Aliás, fica a dica: em artigos que citam estruturas de diretórios no Mac OS X, normalmente abrevia-se /Usuários/seu-nome/ como ~, ou seja, falaremos especificamente da pasta ~/Biblioteca/, ok? 😉

Ícone da pasta Biblioteca/Library do Mac OS X

Se você já é um conhecedor da pasta ~/Biblioteca/, é bem provável que já tenha percebido, também, que a maioria dos softwares para o Mac OS X consistem em apenas um arquivo com a extensão .app. Raríssimos são instalados em pastas dedicadas e, quando isso ocorre, muitas vezes ali só se encontram readmes e PDFs da vida.

A grande questão é que todo e qualquer aplicativo do Mac OS X cria registros no sistema depois da primeira vez em que é aberto. A depender da complexidade do programa e da sua necessidade de armazenar preferências ou bancos de dados no computador do usuário, esses registros podem consistir de mais arquivos e pastas ou, em alguns casos, de apenas um único arquivinho com a extensão .plist, que contém as suas definições.

A pasta ~/Biblioteca/ muitas vezes nasce pequena e enxuta, mas com o tempo e com mais aplicativos instalados se torna diversificada e maior. Olhando a minha janelinha do Finder apontando para ela, vejo agora 55 itens (sub-pastas) por aqui, mas isso deve variar bastante entre vocês todos. Por isso, este artigo se focará em descrever/explicar apenas as nativas, úteis e mais significativas.

~/Biblioteca/Application Support/

É aqui que aplicativos que necessitam de bancos de dados próprios criam pastas específicas para tal ou, em muitos casos, suas informações de registro e licenças do usuário. Exemplos: backup de perfis do 1Password, toda a customização do Adium, preferências gerais de aplicativos da Adobe, todo o perfil do usuário do Firefox, contas de FTP do Transmit e por aí vai. Normalmente, apagando uma dessas e reabrindo um programa, você o vê como se ele tivesse sido acabado de ser instalado. Muitas vezes isso pode resolver conflitos, mas ao mesmo tempo são arquivos e pastas fundamentais para serem transferidos durante a migração de um Mac, por exemplo.

~/Biblioteca/Caches/

Muitas vezes, quando falamos em “cache”, as pessoas logo pensam em navegadores da web, porque foi nos browsers que o termo se popularizou. “Esvazia o cache e atualiza a página”, é muito comum dizermos isso. Mas nem só navegadores vivem e dependem de cache de arquivos; programas diversos e o próprio sistema operacional armazenam pequenos arquivos temporários que contribuem com a performance e realização de tarefas corriqueiras. Esta pasta não contém nada definitivo ou fundamental e pode ser limpa sempre que você quiser liberar espaço em disco ou corrigir algum problema de execução. Softwares de manutenção costumam fazer isso automaticamente.

~/Biblioteca/Fonts/

O nome já explica bastante. 🙂 Aqui nesta pasta, dentro do seu usuário, é onde você armazena as fontes (tipos) a que só você terá acesso. Procure não atochá-la demais, caso contrário isso poderá prejudicar a performance da sua máquina. Se você precisar de uma variedade de fontes muito grande, utilize um gerenciador específico para isso, através do qual possa ativar e desativar itens quando bem entender, sem sobrecarregar o sistema. Uma outra dica é vir a esta pasta e esvaziá-la sempre que você enfrentar algum problema visual envolvendo letras, como menus embaralhados ou algum comportamento estranho em textos. Nesses casos, é possível que esteja havendo algum conflito de fontes instaladas.

~/Biblioteca/iTunes/

Apesar de parecer, esta não é a pasta mais fundamental para usuários do iTunes, mas sim a ~/Music/iTunes/. Disso a gente já falou bem, porém, em outro artigo específico sobre ela. Aqui basta você saber que é onde encontrará plugins instalados no iTunes, arquivos de suporte a dispositivos diversos e, principalmente, backups de atualizações de software. Por sinal, não esqueça de limpá-los periodicamente; é provável que libere um considerável espaço em disco.

~/Biblioteca/Keyboard Layouts/

Incluí esta pasta entre as comentadas neste post pelo simples fato de nós, brasileiros, a utilizarmos mais do que muitos outros. Aliás, em muitos casos os usuários precisam criá-la manualmente, porque o sistema não tem necessidade de vir com ela já presente. É aqui que se instalam layouts de teclado como o famosíssimo USInternacional, do desenvolvedor Rainer Brockerhoff.

~/Biblioteca/Keychains/

O Mac OS X possui keychains (em tradução literal, chaveiros) que são bancos de dados de senhas e credenciais de acesso. Quando você digita um login/senha num determinado lugar e pede que o sistema o armazene, tais dados são guardados num arquivinho aqui dentro. Tudo isso pode ser gerenciado por um utilitário que acompanha o SO, chamado Acesso às Chaves (Keychain Access). Confira aqui meu artigo a respeito dele.

~/Biblioteca/Logs/

“Logs”, em inglês, significa “registros”. Nesta pasta o Mac OS X vai armazenando todo e qualquer tipo de registro importante que possa ser útil para o usuário, como dados de instalação de softwares e relatórios de travamentos. Tal como a pasta /Caches/, o conteúdo desta pode ser limpo a qualquer momento sem causar danos ao sistema.

~/Biblioteca/Mail/

Como você pode imaginar, tudo relacionado ao Mail.app — gerenciador de emails da Apple, que acompanha o Mac OS X — encontra-se nesta pasta. Faria mais sentido se ela estivesse dentro de /Application Support/, mas, como o Mail.app é um programa nativo, a Apple preferiu deixá-la na raiz da /Biblioteca/. Quando você for trocar de Mac, basta levar esta pasta inteirinha para ter certeza de que todas as suas contas e emails serão transferidos sem grilo. E, é claro, se tiver algum problema, pode limpá-la para iniciar o Mail.app zerado. Se precisar, pode navegar pelas sub-pastas e até mesmo remover algo específico, como a Caixa de Entrada (Inbox) de uma determinada conta.

~/Biblioteca/PreferencePanes/

Painéis de preferência de terceiros são instalados pelo usuário nesta pasta e aparecem nas Preferências do Sistema (System Preferences) na área inferior, em “Outros” (“Other”). A instalação e desinstalação de cada um pode ser feita manualmente por aqui ou, se você preferir, pode clicar com o botão direito do mouse (ou com Ctrl) em algum ícone e pedir que ele seja removido.

~/Biblioteca/Preferences/

Esta é uma das partes da estrutura do Mac OS X que eu mais curto: cada programa instalado e rodado cria um (ou às vezes mais de um) arquivo .plist que fica armazenado aqui e nada mais é do que um XML com todas as definições e preferências relacionadas a ele. Muita coisa pode ser alterada (até mesmo mexendo neles com um editor de textos) ou habilitada com novos atributos não-disponíveis nativamente pela interface do aplicativo. Se você quiser que um programa volte ao estado original de quando foi instalado, basta (re)mover o .plist respectivo desta pasta.

~/Biblioteca/Printers/

Quando você adiciona impressoras pelas Preferências do Sistema, ou você utiliza um driver embutido e disponível nativamente no Mac OS X, ou precisará de um aplicativo extra que encontrará no site da fabricante do periférico, por exemplo. Com ele configurado, o ícone respectivo aparece por aqui, que normalmente é um .app de gerenciamento da fila de impressão.

~/Biblioteca/Safari/

Da mesma maneira que a pasta referente ao Mail.app, esta contém todo o perfil do usuário do navegador da Apple. Os arquivos aqui contidos são bem poucos e simples de se entender, englobando os favoritos (bookmarks), informações de formulários, histórico, downloads realizados, sessões salvas, Top Sites, ícones de sites, entre outros.

~/Biblioteca/Screen Savers/

Se você nunca instalou um screen saver na sua máquina, esta pasta estará vazia, já que os que acompanham o Mac OS X só podem ser vistos na pasta respectiva referente a todo o sistema — e, portanto, disponíveis para todos os usuários. Quando você baixar e instalar um screen saver desenvolvido por terceiros, o arquivo correspondente — normalmente .saver ou .qtz — pintará por aqui. Por falar nisso, já viu um que simula o efeito espacial do Time Machine? 😉

~/Biblioteca/Widgets/

O equivalente deste seriam os painéis de preferência. Aqui você encontra os widgets que instalou no seu usuário e restringiu apenas para o seu uso. Os arquivos costumam ser únicos, de extensão .wdgt. Instalar e desinstalar widgets é tarefa de drag & drop; estando presentes aqui, eles serão enxergados e podem ser carregados pelo Dashboard.

. . .

E você, tem mais alguma dica relacionada para compartilhar conosco? 😉

[Artigo inspirado neste, do blog Smoking Apples.]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes