Movimentação de ações da Apple feita por Bill Campbell pode indicar sua renúncia da diretoria

A saída de Eric Schmidt da diretoria executiva da Apple não deverá ser a única em 2009, de acordo com o Fortune Brainstorm Tech. Bill Campbell, amigo de Steve Jobs e presidente da Intuit, transferiu recentemente 60 mil papéis da Apple “sem caráter de venda”, segundo um documento da SEC que vazou hoje cedo.

Bill Campbell

Isso pode não significar nada à primeira vista, julgando que ele agiu de forma semelhante com um valor bem maior há dois anos. No entanto, diferentemente do ocorrido em 2007, desta vez Campbell mexeu com milhares de opções que estão longe de expirar (maio de 2018, para ser mais preciso). O redator da Fortune então sugere (de forma especulativa) que Campbell pode ser mais um que está querendo deixar o seu posto de diretor da Apple.

Apesar de manter uma postura que evita aparições, Campbell é um dos mais influentes executivos no Vale do Silício e também possui um relacionamento próximo com o CEO do Google, visitando até reuniões de diretoria (mas sem nenhum vínculo conhecido). Dado o fato de que Schmidt deixou a Apple em um consenso com Steve Jobs para evitar conflitos de interesse, Campbell poderia estar aderindo à mesma estratégia.

O estranho disso tudo é que agora questionam a situação de um dos homens mais influentes na história da Apple abaixo dos fundadores da empresa, que exerce relacionamentos diretos e indiretos em Cupertino há mais de 25 anos. Campbell apenas deixou a Apple nos anos de John Sculley, voltando em 1997 junto de Steve Jobs.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes