Fusion Garage responde ao processo aberto por Michael Arrington devido à tablet JooJoo

Responsável pela fabricação da tablet JooJoo (ex-CrunchPad), a Fusion Garage respondeu ontem ao processo aberto contra ela por Michael Arrington, editor do TechCrunch e antigo parceiro da empresa no desenvolvimento do produto. A empresa voltou a afirmar que as acusações de Arrington não têm fundamento, principalmente a de que ela não teria condições de vender o gadget.

TechCrunch CrunchPad

A Fusion Garage alega que recebeu US$3 milhões em fundos para a produção da JooJoo, sem falar que anunciará uma segunda série de investimento externos nas próximas semanas. Além disso, ela insiste que o design do seu novo produto não tem nada a ver com o antigo projeto do TechCrunch, enquanto a fabricação dele será controlada por outra parceira, sem utilizar nenhuma propriedade intelectual da Pegatron, que estava incumbida de fabricar a CrunchPad.

“Desde as nossas primeiras declarações a respeito da Joojoo, assumimos as melhores intenções em relação a Arrington e o TechCrunch. Acreditamos que as constantes tentativas de Arrignton, ao tentar voltar a opinião pública e membros da mídia contra nós, são tristes manifestações de uma pessoa defendendo uma causa perdida”, afirmou a Fusion Garage.

Embora haja chances de a empresa ter feito a coisa errada ao tirar o pessoal do TechCrunch da autoria do projeto, Michael Arrington ainda terá de provar seu envolvimento legal no desenvolvimento da JooJoo — ou CrunchPad, que seja. 😛 Resta saber como ele responderá às recentes alegações feitas pela Fusion Garage, que aparenta estar bastante confiante de que não perderá essa causa.

[via Gizmodo]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes