Analista sugere forte potencial de crescimento para o Mac após resultados do último trimestre

De acordo com Charlie Wolf, analista da Needham & Company, a onda de boas notícias para o Mac ainda se mantém forte após os ótimos resultados do quarto trimestre fiscal, anunciados no final de janeiro. Embora a empresa tenha chegado ao final do período com 5% do mercado de computadores pessoais em termos de unidades vendidas, a receita gerada com a venda de Macs representou 10,5% de todo o valor movimentado no período com esse tipo de eletroeletrônico.

Tal representatividade costuma variar entre certas regiões de influência do mundo, embora o valor mais importante seja a representatividade mundial. Contudo, não há como destacar o bom momento que a Apple está passando na Europa com as vendas de Macs, sendo o continente mais promissor para ela, além da América.

Em países como o França, estima-se que as vendas de Macs estão com crescimento anual de 43,5%, colocando a Apple como a quinta maior fabricante de computadores no país. Mas com relação a todos os países da Europa, apenas o Mac tem demonstrado números positivos no mercado.

Já em termos mundiais, o Mac cresceu 32% ano após ano em dezembro, contra 16,9% da média da indústria. No geral, isso deve estar provocando uma sensação positiva para a Apple em todos os mercados nos quais atua com seus computadores, mas, por outro lado, é estranho que ela ainda dê privilégios para aqueles onde ela possui maior representatividade com suas lojas (mesmo sendo responsáveis por atrair 50% de visitantes a partir do mundo Windows), em vez de oferecer mais benefícios para áreas com enorme potencial a longo prazo — como países emergentes, semelhantes ao Brasil.

[via BusinessWeek]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes