DROID X é anunciado para a Verizon Wireless, que não sente falta do iPhone 4

Foi anunciado oficialmente hoje o DROID X, a evolução do mais famoso smartphone com Android da Motorola. Algo que fica um pouco nebuloso é se este novo smartphone vem para competir de frente com o iPhone 4, ou se é mais uma forma de a Verizon Wireless bater de frente com a AT&T.

Ou não. Entre seus recursos, o DROID X traz um processador de 1GHz, tela de 4,3 polegadas e 854×480 (pois, “Se você perguntar aos consumidores, eles virtualmente sempre preferem uma tela maior a uma tela com alta definição”; aham…), 8GB internos, com possibilidade de expansão usando cartões microSD de até 32GB (totalizando 40GB), câmera de 8 megapixels com flash duplo e gravação de vídeo em HD, saída HDMI micro, GPS, DNLA, Bluetooth, Wi-Fi, tethering (por US$20 adicionais na conta) e… bem, como dizer? Android 2.1 (ponto-um), enquanto o Nexus One já roda o 2.2 “Froyo”. Vai entender… Pelo menos, quando ele receber a atualização até o final do verão (no Hemisfério Norte), já poderá rodar o Flash 10.1.

Vamos dissecar mais um pouco esse monstro: ele não conta com um teclado físico, mas seus quatro botões frontais são “de verdade” (algo que soluciona um dos problemas do Nexus One) e não há sinal da hedionda trackball. Os teclados virtuais do DROID X são dois: um multi-touch (sim!) e outro que usa o Swype, uma técnica de digitação eficiente que requer traçados sobre as teclas para determinar as palavras.

Outro recurso interessante é a variedade de microfones: são três, um para captar a voz durante ligações; um para capturar sons durante a gravação de vídeos (o que pode ser alterado para capturar narração), e mais um para redução de ruídos. Você pode conferir aqui várias imagens e um vídeo feitos pelos caras do Engadget, mostrando alguns dos principais recursos.

Disponível a partir de 15 de julho por US$200 (na verdade o cliente paga US$300 e recebe US$100 pelo correio depois de alguns dias; cartão microSD de 16GB já vem incluso) com um contrato de dois anos, vai ser complicado dizer se o DROID X concorre muito de frente com o iPhone 4 — já com o HTC Evo 4G… Claro, se contarmos recurso a recurso, como numa lista de compras, o smartphone da Motorola ganha de lavada do da Maçã — mas e a integração desses recursos, a facilidade de uso e outros detalhes não menos importantes? O simples fato de o DROID X vir de fábrica com uma versão defasada do Android já é algo sério e ainda não há previsão concreta para um aplicativo desktop de sincronização de dados!

Enfim, acredito que a cobertura da rede celular da Verizon determinará o que será deste smartphone. Ah, claro, e se o Google não o “abandonar” em poucos meses, como fez com smartphones que mal chegaram ao mercado e já não poderão usar o Froyo. Seria uma pena, pois este AnDROID ficou bem bacana.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes