Safari para Mac OS X Lion é baseado no WebKit2 e separa abas em múltiplos processos


Nas notas de lançamento do Mac OS X Lion, a Apple não comentou nada referente à versão do Safari construída para o novo sistema operacional, mas os desenvolvedores que estão realizando testes afirmam que o aplicativo funciona de forma bem mais estável e eficiente do que no Windows e no Snow Leopard. O motivo disso é o uso de uma versão preliminar do WebKit2, uma edição vastamente aprimorada do mecanismo de renderização de páginas criado pela empresa.

Safari em tela cheia no Mac OS X 10.7 Lion

O WebKit2 foi anunciado em abril do ano passado e se destaca por oferecer um modelo de divisão de processos, separando o conteúdo web do aplicativo principal em um esquema similar ao já existente para plugins no Snow Leopard. Assim, cada página em execução opera de forma mais veloz e estável, pois a falha no funcionamento de qualquer uma delas não afeta a execução das demais.

As principais melhorias fornecidas pelo WebKit2 são similares à arquitetura de divisão de processos do Google Chrome, mas, como o trabalho feito neste navegador é difícil de ser reutilizado por desenvolvedores, a Apple propôs o WebKit2 para ser dinamicamente manipulável. Dessa forma, outros aplicativos poderão tirar proveito dos seus benefícios para oferecer recursos integrados a conteúdo web com maior desempenho.

[via MacRumors]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: