Ao que tudo indica, não existe nenhum Mac mais rápido que o novo iMac Core i7 com SSD

Demorou um pouquinho, mas finalmente os primeiros iMacs 27″ com processador Intel Core i7 quad-core de 3,4GHz customizados com drives de estado sólido estão chegando às mãos de consumidores. No Brasil, um desses com SSD de 256GB fica por módicos R$9.850. Para dobrar a RAM de 4GB para 8GB, são mais R$700; se quiser dobrar também a memória da placa gráfica, de 1GB para 2GB, adicione outros R$350. 😉

Na semana passada, a Macworld realizou testes com esse iMac e concluiu que ele é simplesmente o Mac mais rápido já criado pela Apple, superando em benchmarks até mesmo um Mac Pro customizado com processador Intel Xeon “Westeme” hexa-core de 3,33GHz com 8GB de RAM.

O novo iMac chega a ser, segundo a pontuação do Speedmark 6.5, 13% mais rápido que o Mac Pro:

Benchmark dos novos iMacs

Vale notar, é claro, que o Mac Pro não fica pra trás em todos os quesitos — até porque tem mais núcleos do que o iMac. Por isso mesmo, quando faz uso de Hyper-Threading ele acaba superando o desktop pessoal da Maçã, principalmente na execução de softwares como Cinebench e Mathematica. E esse reinado do iMac deverá acabar logo, logo.

Para demonstrar como é bacana usar uma maquininha dessas, o MacRumors trouxe um vídeo interessante:

Todos os apps que vêm originalmente com o iMac foram abertos simultaneamente — com exceção
apenas do Dashboard e do Front Row, por rodarem em tela cheia. O iMac em questão foi customizado com
16GB de RAM, mas isso não deve ter feito muita diferença no teste.

Estou atualmente com um dos últimos MacBooks Pro de 17″, customizado com um SSD da OCZ — modelo Vertex 3 de 240GB, pra ser mais preciso — e sei bem o que é trabalhar assim. Adeus, discos rígidos!

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes