Registre para travar: iTunes Live, FaceTime e Pod

Em sua jornada eterna para proteger tudo o que diz respeito a seus produtos e serviços, a Apple iniciou ontem um procedimento adicional para proteger as marcas “iTunes Live” (referentes a shows especiais organizados pela gigante de Cupertino e distribuídos com exclusividade na iTunes Music Store) e “FaceTime” (do serviço de vídeo-chamadas por ora exclusivo de suas plataformas): a publicação na gazeta oficial do Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos.

Isso serve para dar um prazo a possíveis interessados protestarem contra o registro dessas marcas em nome da Apple — ou seja, exatamente o que a Microsoft e a Amazon.com estão fazendo com “App Store”.

Registro das marcas iTunes Live, FaceTime e Pod

Mas uma coisa interessante também veio à tona recentemente: após ter desistido de brigar pela marca “Pod” no Canadá, a Maçã parece ter reencontrado o ânimo para lutar por ela na Europa. O pedido requer a inclusão desta marca nas categorias internacionais 9 (só esta com três páginas de descrição!), 28, 38, 39 e 42.

Apesar de esse não ser o futuro do iPod (perder o i, heh), esta pode ser uma conquista importante para a Apple. Com o registro de tal marca em mãos, seria possível agir contra os inúmeros copycats que usam variações como MyPod, ePod, yPod, üPod, eyePod e por aí vai.

[via Patently Apple]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes