J.P. Morgan: MacBooks Air poderão se tornar negócio de US$3 bilhões anuais para a Apple

O analista Mark Moskowitz, da J.P. Morgan, emitiu nesta manhã uma nota para clientes atualizando suas estimativas de vendas de MacBooks Air — e isso antes até de as maquininhas serem atualizadas, como apontam rumores. Para ele, a Apple poderá obter uma margem com o produto ainda maior que a prevista anteriormente.

MacBook Air visto de baixo e de lado

“Nossa visão atual é que esse PC notebook ultrafino poderá se tornar um negócio de US$3 bilhões [anuais] para a Apple”, afirma Moskowitz, que em abril tinha estimado a oportunidade em torno de US$2,2 bilhões (o que já não era nada mau). Isso poderá adicionar mais US$0,30 aos ganhos por ação diluída da Maçã.

No primeiro trimestre, as vendas do Air cresceram 2,9% em relação ao último trimestre de 2010. Se ele mantiver o seu ritmo atual — o qual deverá ser beneficiado pela chegada do OS X Lion e do iCloud —, as vendas trimestrais do Mac poderão chegar a 700 mil unidades.

Moskowitz manteve uma classificação de “sobrepeso” para as ações da Apple, com um preço-alvo de US$450. Neste momento, a NASDAQ:AAPL é cotada a US$328,07 — 0,4% a mais que o fechamento de ontem.

[via AppleInsider]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes