Patenteie para travar: novo app social, mais opções de segurança, retardantes de chama mais verdes e mais

Ninguém pode acusar a Apple de não ter tentado se imiscuir no mercado de redes e aplicativos sociais — obter algum êxito, por outro lado… O Game Center só é alguma coisa porque copia despudoradamente a rede de jogos mais popular dos consoles, a Xbox LIVE. A Ping… bem, digamos que as pragas do Zuckerberg pegam. Cansada de dar murro em ponta de faca, a Maçã resolveu entrar numa parceria com o Twitter, em vez de criar algo para poluir mais ainda a internet (+1, estou olhando pra você).

Só que o pessoal de Infinite Loop pretende morrer tentando, e uma patente demonstra que o ânimo de investir em redes sociais continua vivo, além de provar que quem faz esses desenhos que vão pro USPTO não tem a mínima vocação artística.

Patente de novo app social

Em síntese, o invento descreve uma forma de identificar afinidades entre pessoas tomando como base o conteúdo em seus smartphones — imagens, locais, músicas, etc. Em vez de usar uma lista de interesses deliberadamente compartilhada, esta aplicação empregaria o que há de fato no iPhone do indivíduo. Ou seja, em vez de uma moça dizer que adora literatura europeia, mas sem nunca ter lido nada além da Elle, este sistema faria buscas “sinceras” — talvez por um rapaz com todas as edições da GQ, em vez de uma traça de biblioteca.

Tal sistema poderia combinar informações de formas distintas para evidenciar possíveis níveis de relacionamento, como amizade, romance ou interesse de emprego. Obviamente, as informações só seriam comparadas e compartilhadas após um cadastro explícito do usuário: diversos controles permitiriam refinar o que pode e o que não pode ser mostrado.

Uma vez que o usuário deseje encontrar alguém com quem conversar num dado local, seria possível apertar um botão de “Encontrar Amigos” ou então habilitar um controle para permitir que outras pessoas o encontrem. Uma vez feito o rastreamento, possíveis pares seriam exibidos, com direito a um indicador de direção, distância e afinidade. Com um recurso desses, ninguém nunca mais vai precisar ser #FOREVERALONE.

· · ·

A utilidade do Find My iPhone é absolutamente inquestionável, e é bom saber que os recursos dele poderão ser futuramente expandidos, com base em uma patente da Apple publicada recentemente. Ela traz diversas formas alternativas de lidar com a perda ou roubo de um smartphone, facilitando a vida do usuário e aumentando suas chances de recuperar o aparelho.

Patente de opções de segurança em iPhone

Uma possibilidade futura será a de embaralhar informações em vez de apagá-las completamente de um aparelho. Num primeiro momento, em vez de apelar logo para medidas extremas como uma limpeza geral remota, o usuário poderia optar por apenas dificultar o acesso a determinadas informações, algo que poderia ser facilmente revertido uma vez que o gadget voltasse a seu poder.

Outra possibilidade seria poder interceptar chamadas feitas a partir de seu aparelho, indicando informações e até gravando o conteúdo de uma conversa envolvendo pessoas não-autorizadas. Além disso, o aparelho poderia enviar informações de localização sob demanda, dando a chance de seu portador interromper o envio através da digitação de uma senha — cuide apenas para que a sua não seja óbvia demais.

· · ·

Se suas vídeo-chamadas FaceTime parecem sempre gravadas em meio a um terremoto de proporções apocalípticas, sorria: a Apple patenteou um sistema de estabilização de imagens que poderá compensar a falta de firmeza no seu braço.

Patente de estabilização de imagem no FaceTime

A ideia deste sistema é usar reconhecimento de face e dados de sensores de movimento para ajustar em tempo real a posição do vídeo, e assim criar a ilusão de uma imagem perfeitamente estável. Podemos dizer que isto daria ao seu iGadget quase um cérebro de galinha.

· · ·

Por fim, para manter seu status de empresa amigável ao meio ambiente, a Apple continua investindo em pesquisas para eliminar a quantidade de elementos químicos perigosos presentes em seus gadgets e, claro, registrando tudo em patentes. É esse o caso de um invento que trata de uso de retardantes de chamas livres de halogênios em combinação com diferentes tipos de materiais.

[via Patently Apple: 1, 2, 3, 4]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes