Gene Munster vê mais sinais de que o televisor da Apple vai chegar; Brian White cai na onda

Gene Munster, da Piper Jaffray, continua com sua ladainha de que a Apple vai lançar um aparelho de TV. Há anos esse analista prevê que isso vai acontecer “em breve”, indicando fontes na indústria e vendo sinais em toda parte. A bola da vez é o iCloud — será que não dá pra ver a conexão óbvia de um serviço de dados na nuvem com um aparelho de TV de 50″?

“O serviço iCloud da Apple para armazenamento de mídia facilita a posse de múltiplos aparelhos e o compartilhamento de conteúdo entre eles”, disse Munster em uma nota a investidores. “De início, as únicas mídias que o iCloud vai armazenar são músicas e fotos, mas acreditamos que a Apple poderá adicionar ao iCloud filmes e programas de TV comprados ou alugados no iTunes, que poderiam ser vistos numa TV.”

Glee no Apple TV

De quantos Genius você precisa para carregar um Apple TV?

Em outras palavras, faz pleno sentido a Apple trocar um aparelhinho baratíssimo com uma margem de lucro absurdamente alta por uma jamanta cujo único diferencial será ter uma tela — a qual, se não for 1080p, vai ser chamada de #FAIL, e se for, vai ser #FAIL do mesmo jeito, pois a iTunes Store não vende conteúdo em 1080p (e duvido que isso vá mudar logo).

Bom mesmo é que o clubinho do iTV só aumenta: Brian White, da Ticonderoga Securities, entrou na onda. White acredita que esse mítico televisor será lançado ainda em 2011 e seus grandes benefícios serão FaceTime, acesso à App Store (com jogos) e à iTunes Store. Só me pergunto o que impediria a Apple de colocar tudo isso no set-top box dela e lucrar muito mais, proporcionalmente, correndo bem menos riscos de queimar dinheiro com estoques ocupando galpões inteiros e transportando toneladas e mais toneladas de TVs da China pro Ocidente.

MacBooks, iPods, iPhones e iPads são sinais claros de que a Apple está migrando para um filosofia de “pequeno, leve e lucrativo”, tanto que o iMac, grande salvador da companhia, hoje é praticamente uma nota de rodapé. Houve keynote para apresentar os novos modelos do desktop tudo-em-um? Não. Agora você consegue imaginar um novo iPhone/iPad sem keynote? Diante disso, por que a Maçã abraçaria um televisor “grande, pesado e caro”, quando ela pode investir tudo em algo “pequeno, leve e lucrativo” como o Apple TV?

Honestamente? Essa televisão da Apple faz tanto sentido quanto um iPad rodando o Mac OS X ou um MacBook com tela sensível ao toque: parece lindo, na teoria, mas na prática seria uma aberração.

[via AppleInsider, Barron’s]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes