O Circles, do Google+, parece Apple-like? É por causa do dedo de Andy Hertzfeld

Ontem, pela enésima vez, o Google lançou mais uma iniciativa para tentar ganhar um pouco de espaço na chamada “web social”. Será que desta vez a gigante de buscas consegue fazer um projeto engrenar? Depois dos fiascos do Buzz e do Wave, e de levar um surra em redes sociais com o Orkut (que, vale notar, praticamente só faz sucesso entre brasileiros e está passando por um êxodo em massa para o Facebook), agora a bola da vez é o Google+ (lê-se “Google plus“).

Não vamos explicar exatamente o que é o Google+ (até porque não é lá muito fácil), mas vem ao caso dar uma olhada em um dos recursos principais desta nova iniciativa: o Circles, que pode ser visto em ação nos dois vídeos abaixo.

Ok… Arrastar e soltar, animações suaves, bonitinhas, interface amigável, ícones, skeumorph, Helvetica… Isso parece familiar? “Familiar”, como em “Apple-like”?

Calma, não precisa jogar pedras! Não estou dizendo que o Google imitou (de novo) a Apple: na verdade, o Google+ é uma chupada descarada do Facebook. Mas o Circles, especificamente, tem seus ares de Designed in Cupertino por um bom motivo: o responsável por esta interface, segundo a Wired, é Andy Hertzfeld, um dos principais envolvidos na concepção do primeiro Macintosh.

Isso apenas não é garantia de que o Google+ vai vingar, mas é um bom sinal de que os engenheiros de software na gigante de Mountain View finalmente tiraram a cabeça de dentro do código puro e começaram a olhar ao redor para ver que seres humanos gostam de coisas com aspecto agradável. Torço para que este tipo de atenção aos detalhes chegue em breve a outros serviços, especialmente o Gmail — que, infelizmente, virou um primo distante do Microsoft Word de 1999, em termos de interface.

[via Daring Fireball]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes