Investidores pressionam Nintendo a levar jogos para iPhone

Ela já reclamou dos preços da App Store, esperneou sobre os males dos games sociais e dos smartphones e admitiu que a Apple é uma das suas principais ameaças da atualidade. Além disso, teve que cortar o preço do 3DS em US$80 (perante a concorrência de iGadgets e da App Store) e reduziu drasticamente sua expectativa de lucro operacional para este ano fiscal, de 175 bilhões de ienes (cerca de R$3,5 bilhões) para apenas 35 bilhões de ienes (~R$700 milhões).

A vida não está fácil para a Nintendo. Ela descartou entrar no mercado de celulares, mas os investidores acham exatamente o contrário e estão pressionando a empresa a mudar de opinião, forçando-a a lançar seus jogos para iPhone, iPad e até para o Facebook.

As ações da japonesa estão em baixa já faz seis anos e tiveram um grande impulso após as notícias que uma de suas afiliadas — a Pokemon Company — lançaria jogos para iPhone. Rapidamente, a Nintendo reforçou a ideia inicial de que não tem planos de levar seus títulos para outras plataformas. Após tal anúncio, as ações da companhia caíram novamente. “Vou lançar jogos para iPhone”: ações sobem. “Que nada, é mentira”: ações descem. Investidor gosta de quê? De dinheiro, ou seja, ações lá em cima! Nada mais óbvio, então, do que pressionar a empresa para disponibilizar seus títulos nas mais diversas plataformas de sucesso.

É só ver o que o CEO da Eletronic Arts e o ex-presidente da Sony Computer Entertainment pensam sobre o mercado de jogos atualmente. Com certeza é uma decisão complicada, já que não é fácil abrir mão da sua própria plataforma. Mas se você não pode vencê-los, junte-se a eles.

[via Bloomberg]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes