Halex bodejando: vamos falar de iPhone?

O ciclo de emoções em torno de um evento da Apple é quase fisiológico: os rumores prometendo coisas mirabolantes, a ansiedade crescente, rumores prometendo coisas mais mirabolantes ainda, o evento, a decepção, o #mimimi e filas lotadas de pessoas querendo comprar o próximo #epicFAIL da Apple. Seja uma tablet que não roda o Mac OS X, um smartphone de design estranho encontrado num bar ou uma porta USB/HDMI a menos, tudo é motivo para dizer que a Maçã está podre e vai cair do pé a qualquer momento.

Honestamente? Dá para aprender uma lição filosófica com isso tudo.

Convite para evento do iPhone

Olhe para a imagem acima e me diga uma coisa: se não fosse pelos rumores, o que você esperaria do evento de amanhã? Eu digo o que eu espero: vamos ver um modelo novo de iPhone, e só. Let’s talk iPhone. Não é Let’s talk iPhones, ou Let’s talk iPhone and iPod, ou Let’s talk iOS, é Let’s talk iPhone, só iPhone. Nada mais.

Tendo isso em mente, se Tim Cook aparecer e falar por meia hora do quanto o iPhone 4 é maravilhoso e vai passar mais um ano à venda, a promessa do convite terá sido cumprida. Só que isso não seria emocionante, seria?

Vou dizer o que seria emocionante: Tim Cook aparece, apresenta um update do momento que a Apple está passando (vendas, números, inaugurações de lojas… uma espécie de prévia rápida da conferência de resultados do dia 18) e passa a bola para Steve Jobs (sonhar não custa…) Scott Forstall apresentar o novo iPhone, duas vezes mais rápido, com uma câmera fantástica, novos recursos exclusivos (movidos a iOS 5 e iCloud, claro) e, apesar de ser um produto notavelmente superior em todos os aspectos ao modelo do ano passado, ele será vendido pelo mesmo preço.

Só que todo mundo vai achar isso horrível, pois o tal iPhone novo tem o mesmo visual do iPhone 4! Ele é melhor, mais rápido, mais potente, mas tem a mesma cara, #FAIL, #epicFAIL, vou comprar um Android, pois o iPhone não mudou de cara!!!!!1!!!!11!!ONE!!!!

Bitch, please.

Se você quer abraçar o Android por alguma razão vital, algum recurso matador, eu entendo: você deve ter seus motivos, e eles devem ser muito importantes. Agora, dizer que vai comprar um Android só porque o design do iPhone não mudou, isso eu não entendo.

O iPhone 4 é um dos smartphones mais vendidos no mundo. Nos Estados Unidos, ele é o campeão das duas operadoras nas quais está disponível. Ele é leve, fino, finíssimo, tem uma câmera que já é a mais usada no Flickr, um display sem equivalente em nenhum outro gadget no mercado e capacidade gráfica para colocar um Wii de joelhos, pedindo arrego. Tecnicamente, a Apple não precisa nem mudar nada nele, para continuar vendendo aos montes.

Se amanhã aparecer um aparelho que, externamente, é idêntico ao iPhone 4, mas que por dentro é uma coisa completamente diferente, não vejo nenhum motivo para dizer nem um “ai”. Se aparecer um modelo com design novo, completamente inédito (mas que todo mundo já imagina como será), ótimo, vou estourar fogos de artifício. Qualquer coisa que aparecer além de iPhone nesse evento (iPods*, inclusive), já será lucro.

Melhor esperar pouco e sair satisfeito do que esperar muito e sair frustrado.

(*) Não sei por que, mas eu tenho a sensação de que os iPods serão o “One more thing…”

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes