Mil engenheiros da Apple estariam totalmente focados em chips; melhores dias da empresa “ainda estão por vir”

De acordo com uma conversa entre Erick Schonfeld, editor do TechCrunch, e um executivo do Vale do Silício que conhecia Steve Jobs, este teria lhe confirmado que cerca de 1.000 engenheiros da Maçã estariam trabalhando diretamente no desenvolvimento de chips. Para Jobs, “baixar o consumo e diminuir o tamanho [dos processadores] seria a chave para tudo.”

Lembra-se das duas aquisições que a Apple fez nessa área, a PA Semicondutor (2008) e a Intrinsity (2010)? Pois é, até pouco tempo atrás ninguém sabia explicar exatamente o porquê de tais investimentos, mas com o surgimento dos chips A4 e A5, tudo se encaixou.

Processador Apple A5

O interessante dessa história é que 1.000 engenheiros representam 5% do total de funcionários da empresa (se excluirmos o staff das Apple Retail Stores) — o que, convenhamos, é muita gente!

Sabemos que bateria é uma função muito importante nos iGadgets, e isso tem relação direta com o chip utilizado pelo dispositivo. Comparando o iPhone 4 (chip A4) com o iPhone 4S (chip A5), podemos observar que o hardware do novo smartphone da Apple está bem mais parrudo, enquanto que a bateria dele continua praticamente a mesma (até mesmo melhor em alguns aspectos); o mesmo aconteceu com iPad e iPad 2.

Especificações da bateria utilizando um chip A5

Levando ainda em consideração que os produtos da Apple estão migrando de HDD para SSD, os ganhos são ainda maiores. Além disso, com essa mudança, praticamente qualquer coisa pode se tornar um device pós-PC. Hoje temos MacBooks Air, iPhones, iPods touch, iPads… mas e amanhã, o que será que vai surgir?

Como já sabemos, Jobs deixou bem claro em sua carta de renúncia que “os dias mais brilhantes e inovadores da empresa ainda estão por vir”, e, segundo MG Siegler, também do TechCrunch, o cofundador e ex-CEO da Apple provavelmente estava focado nos lançamentos de longo prazo da empresa. De acordo com as fontes de Siegler, os produtos que a Maçã está desenvolvendo agora são as melhores coisas que a empresa já fez, e serão produtos de “explodir a cabeça”.

Levando em consideração que o iPhone tem quatro anos e o iPad, dois — e eles são o que são —, eu não duvido é mais de nada.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes