Previsões de gastos da Apple indicam que o ritmo de crescimento da companhia vai continuar

A “lei dos grandes números” reza que é mais fácil crescer quando se é pequeno — uma startup pode dobrar de valor com apenas US$100.000, enquanto um mamute como a Microsoft precisaria de um pouco mais que isso para apresentar o mesmo crescimento. Será que isso se aplica à Apple? Talvez não. Segundo o GigaOM, o analista Maynard Um, da UBS, destacou em uma nota que a previsão de gastos feita pela Apple em seu Form 10-k enviado à SEC.

Meio logo da Apple

A Companhia prevê utilizar cerca de US$8 bilhões em gastos de capital durante 2012, incluindo aproximadamente US$900 milhões para instalações de lojas de varejo e cerca de US$7,1 bilhões para produção, equipamentos do processo de fabricação, instalações corporativas e infraestrutura, incluindo sistemas de informação, software, hardware e melhorias.

Pelo que consta no Form 10-K [acima], dá pra perceber um aumento de 50% nos investimentos com Retail Stores (US$900 milhões) e uma explosão de 110% no campo “outros” (US$7,1 bilhões). Destrinchando este grupo, é possível ver a menção aos investimentos no novo campus de Cupertino “instalações corporativas” e no data center da Carolina do Norte (“sistemas de informação, software, hardware e melhorias”). Muito bom, mas, como diria o cara do DOUBLE RAINBOW, “O que isso significa?!”

Relação entre gastos e vendas - asymco

Horace Dediu, do asymco, responde: BOOM! Os gastos da Apple normalmente são uma prévia das vendas de iGadgets, e a manutenção dessa relação pode indicar que as vendas de iPhone & Cia. vão continuar crescendo anualmente ainda na ordem de 100% — e o próximo trimestre poderá ser só o começo.

Como sempre, a Apple parece desafiar a lógica.

[via Daring Fireball]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes