Pasme: cambistas estão agendando todas as reuniões com “Genius” em Apple Stores chinesas [atualizado: Cook e China Mobile]


A China é um lugar muito particular para a Apple. Lá — e em Hong Kong, se não me engano —, a empresa se preocupa muito com a ação de cambistas.

Sempre que a Maçã lança um novo iPhone ou iPad, precisa fazer um esquema de reservas para que os cambistas não coloquem em prática seus planos de acabar com os iGadgets a fim de revendê-los por um preço mais salgado.

Genius Bar - China

Mas a Apple não lançou nada ainda, então por que tocar neste assunto logo agora? Esse parece ser justamente o caso. Como a empresa está há bastante tempo sem lançar um iGadget, parece que os cambistas chineses resolveram ganhar dinheiro de outra forma. A bola da vez? Segundo o Beijing Morning News [Google Tradutor], eles estão reservando todas os horários de atendimento com Genius nas Apple Retail Stores, revendendo tudo pela internet por valores que variam entre R$3,60 e R$14,50 (US$1,60 e US$6,40).

Como ainda não temos Apple Retail Stores no Brasil, alguns de vocês podem não conhecer esse serviço oferecido pela Maçã. Funciona assim: através de uma página no site da empresa, é possível escolher uma loja e o tipo de atendimento desejado (reunião com um Genius para suporte técnico de produtos, agendar um workshop ou marcar uma reunião de negócios). Feito isso, basta aparecer na loja no dia/horário escolhido para que seu problema seja resolvido.

Por isso a chegada de uma loja no Brasil — a primeira será no Rio de Janeiro — é tão importante. Esse serviços/”benefícios” estão inclusos nos preços dos produtos da empresa mas nós, brasileiros, nunca tivemos a possibilidade de usufruirmos deles. Pelo menos não em nosso país. Agora (quer dizer, provavelmente em dezembro), ao menos cariocas — e turistas — poderão contar com essas facilidades.

Numa nota relacionada, um veículo chinês noticiou [Google Tradutor] que o CEO da Apple fez uma nova visita à China. Desta vez, Tim Cook teria ido ao país para se encontrar com o chefe da China Telecom, parceira da empresa na venda de iPhones e iPads, a fim de discutir possíveis acordos para o lançamento do “iPhone 5C” (aka “iPhone de baixo custo”) e também para tentar entender o porquê da queda nas vendas no país no último trimestre fiscal.

[via 9to5Mac, AppleInsider]

Atualização, por Rafael Fischmann · 31/07/2013 às 10:55

A Reuters e o WSJ confirmaram hoje a ida de Cook à terra do rolinho primavera e disseram ainda que uma das reuniões agendadas foi com Xi Guohua, presidente da China Mobile — a maior operadora de telefonia celular do mundo, a qual ainda está para firmar acordo com a Apple.

Será que agora vai?

[via 9to5Mac]

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.

Posts recomendados

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: