Testes feitos com MacBooks rodando o OS X Mavericks mostram que performance da bateria pode melhorar em até 30%

Ícone - Performance do OS X MavericksO OS X Mavericks trouxe muitas novidades que o usuário não vê, como Timer Coalescing, App Nap, Economizador de Energia do Safari, iTunes com reprodução eficiente em HD, Memória Comprimida, entre outras — todas elas podem ser vistas nesta página.

Obviamente, os benefícios desses recursos variam muito de usuário para usuário, já que muitas coisas precisam ser levadas em consideração como apps que estão instalados/rodando na máquina, ajustes de brilho de tela, se recursos como Bluetooth e AirPlay estão sendo ou não utilizados, e por aí vai. No geral, porém, estamos ouvindo muito, mas muito mais elogios do que reclamações do novo sistema. 🙂

John Siracusa, do Ars Technica, fez um review incrível do OS X Mavericks — sério, dá para transformar a coisa num ebook facilmente. Se você está buscando mais informações sobre o novo sistema da Apple do ponto de vista do usuário (ainda assim com muita informação técnica), vale a pena dar uma lida no texto (em inglês). O review é tão grande/detalhado que Siracusa o dividiu em diversos tópicos, facilitando a vida de quem quer buscar apenas uma determinada informação.

Mas voltando ao assunto performance da bateria, eu estava bastante curioso para ver como o desempenho da bateria do meu MacBook Pro com a chegada do Mavericks. Já deu para reparar que melhorou, porém ainda não tive tempo suficiente para realizar estudos mais profundos. Mas o review completo de Siracusa já nos deu uma prévia do que nós, donos de MacBooks, podemos esperar.

Testes de bateria num MacBook Pro rodando o OS X Mavericks

Num MacBook Pro 2007 (equipado com um HDD), os ganhos de performance (aumento no tempo de duração da bateria) chegaram a 25%!

Mas levando em consideração que o Mavericks é um sistema otimizado, focado em novas tecnologias, quais são os ganhos numa máquina mais recente?

Testes de bateria num MacBook Air rodando o OS X Mavericks

Num MacBook Air 2013, por exemplo, os ganhos chegam a 30% — nos testes de Siracusa, a máquina passou de 12,07 horas de duração para 15,68 horas!

Como afirmei acima, isso varia muito de ambiente para ambiente, de usuário para usuário. Mas em pouco tempo já deu para perceber que o meu MacBook Pro Retina (início de 2013) também teve bons ganhos, resta agora traduzir isso para números oficiais.

E você, já sentiu essa diferença na performance?

Posts recomendados

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes