Vendas de Macs vão muito bem, graças ao “Efeito Halo” de iPads e iPhones [atualizado: ou não]

A indústria de PCs como um todo está sofrendo com a queda vertiginosa nas vendas de computadores, afinal, estamos na era pós-PC. Sim, computadores ainda são essenciais para muitos de nós — eu mesmo não me imagino trabalhando o dia inteiro apenas com tablets e smartphones, ainda que eles resolvam muita coisa quando estou me deslocando.

É claro que o mercado americano não representa a realidade global, mas sem dúvida ele nos dá um ótimo panorama.

Pesquisa da Gartner - Vendas de PCs no Q4 2013

De acordo com a última pesquisa da Gartner, o fatia de mercado da Apple nos Estados Unidos aumentou 28,5% se comparamos o último trimestre de 2013 com o de 2012. Com isso, a Maçã agora tem 13,7% de market share em seu país natal.

Note que, além dela, apenas Dell e Lenovo conseguiram vender mais computadores no Q4 de 2013 do que no mesmo período de 2012 — ainda assim, um crescimento de um dígito, bem longe do alcançado pela Apple.

Pesquisa da Gartner - Vendas de PCs no Q4 2013

Se pegarmos os números globais, vemos que a Apple nem mesmo aparece entre as cinco primeiras — algo normal já que ela nunca figurou nessa lista. Mas vale a pena comparar o crescimento de Dell e Lenovo e a queda da HP nos EUA com o desempenho delas no mundo para termos uma ideia de que o cenário não está mesmo bom pra ninguém, seja no mercado americano ou global — ainda que crescimento, ainda mais em épocas de vacas magras, seja um bom desempenho.

Como a Apple conseguiu isso? É aí que volto para o primeiro parágrafo. É inegável que muitos consumidores domésticos estão deixando seus computadores de lado, passando a utilizar tablets iPads ou smartphones como principal ferramenta. Pare e pense: seu pai/sua mãe, seu tio/sua tia… aquele(a) amigo(a) que não é tão geek assim e só precisa de acesso a redes sociais, alguns apps de produtividade, email e navegador. Para eles, um iPad ou um smartphone resolve o problema, é mais barato, ocupa menos espaço…

Por outro lado, o trabalho de escritório — quando ficamos sentados oito ou mais horas por dia para realizar tarefas — quase que necessariamente ainda precisa de um computador, afinal, agilidade é tudo e uma tela grande, teclado físico e mouse/trackpad ainda é uma combinação matadora para isso. Levando em consideração que iPads e iPhones continuam vendendo como água no deserto, o tal do “Efeito Halo” desempenha muito bem o seu papel.

Não é à toa, por exemplo, que 25% dos empregados da Cisco utilizam MacBooks — algo inimaginável há alguns anos atrás. De acordo com a firma Forrester, 8% do mercado global de empresas/governos utilizam computadores e tablets da Apple — iPhones não fazem parte dessa conta —, mas o número pode subir para 11% num curtíssimo prazo (2015).

O que a Apple faz hoje é algo que pouquíssimas empresas conseguem: ao mesmo tempo que seus produtos concorrem entre si (iPads canibalizam as vendas de Macs, assim como iPhones canibalizaram as vendas de iPods), eles também impulsionam as vendas uns dos outros.

[via MacRumors: 1, 2]

Atualização · 10/01/2014 às 00:13

Enquanto a Gartner afirma que as vendas de Macs aumentaram bem no quarto trimestre de 2013, a IDC vai pelo caminho oposto.

Pesquisa da IDC - Vendas de PCs no Q4 2013

De acordo com ela, as vendas de computadores da Maçã caíram 5,7% comparadas ao mesmo período de 2012 — o que coloca a empresa no quarto lugar, perdendo a posição para a Lenovo! Isso mesmo: de um lado temos crescimento de 28,5%; do outro, queda de 5,7%. Faz algum sentido?

Uma possível explicação seria se a pesquisa da Gartner levasse em consideração tablets, enquanto a da IDC ficasse restrita apenas a desktops e notebooks. Mas não, a Gartner também *não* contabiliza iPads em seu estudo.

Pesquisa da IDC - Vendas de PCs no Q4 2013

O curioso é que se comparamos os números de outras fabricantes — tanto no gráfico restrito aos EUA quanto no global — encontramos variações (algo completamente normal), porém nenhuma tão significativa quanto a que vemos com os números da Apple!

Quem está certo? Teremos uma ideia melhor sobre isso em 27 de janeiro, quando a Maçã divulgará os resultados financeiros do primeiro trimestre fiscal de 2014 (que equivale aos últimos meses de 2013).

[via 9to5Mac]

Posts recomendados

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes