Evento especial: confirmando rumores, iPhone 6 e iPhone 6 Plus são apresentados

O CEO da Apple, Tim Cook, comandou hoje mais um evento da empresa para anunciar as novidades do dia.

Após falar um pouco dos iPhones 5c e 5s — que o ajudaram se tornar o smartphone mais vendido do mundo —, o executivo recapitulou os lançamentos passados e afirmou que, hoje, a Apple apresentaria o maior avanço na história do produto.

Novos iPhones

Temos o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus — como esperado, dois tamanhos (4,7 e 5,5 polegadas). Quem subiu ao palco para detalhá-los foi Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing mundial da Apple.

O vidro da parte frontal se curva pelos lados do aparelho e a traseira é feita de alumínio anodizado com o logo da Apple em aço inoxidável. As telas dos novos iPhones são “Retina HD”, uma nova geração.

A de 4,7 polegadas tem 1334×750 pixels, já a de 5,5 polegadas tem 1920×1080 pixels — lembrando que o iPhone 5s, com 4 polegadas, tem 1136×640 pixels. São mais de 1 milhão de pixels na tela dos novos iPhones, sendo que o maior supera os 2 milhões de pixels (uma resolução Full HD exata)!

O iPhone 6 tem 6,9mm de espessura; já o iPhone 6 Plus tem 7,1mm — ambos são mais finos do que o iPhone 5s.

Rumor confirmado: haverá duas colunas em alguns apps quando executados em modo paisagem (horizontal), facilitando bastante a visualização de conteúdo. Além disso a Apple trabalhou para, mesmo com telas maiores, facilitar o uso do aparelho com apenas uma mão. O aparelho conta com novos gestos multi-touch para facilitar a vida de usuários (dando um duplo-toque no botão Home, por exemplo, a tela desliza para baixo e facilita você tocar na parte superior da interface).

Linha de iPhones 6 com todas as cores

O botão Power/Sleep, como esperado, também encontra-se agora na lateral do aparelho para ser alcançado mais facilmente. Apps podem ser personalizados para as telas maiores, mas também rodam sem problemas “esticados” (caso o desenvolvedor não faça nada neles como estão hoje).

Os iPhones, é claro, também vêm com um novo chip: o A8 (o segundo da Apple com 64 bits). São 2 bilhões de transistores nesse processador, fabricado num processo de 20 nanômetros. O chip em si é 13% menor que o A7 anterior e oferece até mais 25% performance em CPU, enquanto os ganhos na parte gráfica chegam a 50% — ou 84x mais rápido que o primeiro iPhone, lançado em 2007!

A Apple também otimizou a performance geral para que seja mais estável e não deixe o aparelho aquecer desnecessariamente.

Stephan Sherman (da Super Evil Megacorp) subiu ao palco para demonstrar um pouco do trabalho feito pela empresa com o Metal e o A8. Depois da demonstração — que contou com gráficos equiparáveis aos de consoles dedicados –, Schiller recapitulou os benefícios do A8, como autonomia das baterias dos novos iPhones que é tão boa ou melhor que a do 5s, mesmo com as telas maiores. No caso do iPhone 6 Plus, ele chega a 24 horas de conversação via 3G, 12 horas de navegação na web e 16 dias em modo espera.

O chip A8 também vem acompanhado, é claro, do coprocessador M8. Além disso, o iPhone 6 também tem um barômetro embutido, medindo elevação com base na pressão do ar. O app Saúde (Health) usa esse sensor e desenvolvedores terceiros também poderão explorar seus benefícios, como a Nike já começou a fazer.

A conexão sem fio do iPhone 6 também é melhor, com o LTE (4G) chegando a 150Mbps. Há suporte para 20 bandas LTE, contra 13 de antes. A Apple já trabalha com mais de 200 operadoras LTE no mundo todo. A Apple também já está trabalhando com a tecnologia VoLTE, que é transmissão de voz via LTE. Isso depende de operadoras específicas para funcionar, porém.

O Wi-Fi agora é 802.11ac, até três vezes mais rápido e com melhor alcance. O aparelho também é capaz de realizar chamadas normais via Wi-Fi, garantindo total qualidade.

Obviamente, temos também melhorias nas câmeras dos iPhones 6! Apesar de a iSight continuar com 8 megapixels, flash True Tone, pixels de 1,5u e abertura f/2.2, há um novo sensor ali dentro, para a câmera iSight.

O sensor faz uma análise profunda de foco, tornando o processo mais rápido e preciso. Há melhor redução de ruído, melhor mapeamento de tons e tudo mais que esperamos. Ou seja, fotos melhores!

As fotos panorâmicas agora podem ter até 43 megapixels. Há uma nova geração do giroscópio do aparelho para melhorar ainda mais a “ligação” entre fotos em panoramas. O A8 também traz um novo processador de sinal digital para imagens, trabalhando com todo o hardware/software da câmera — um dos benefícios, por exemplo, é uma melhor detecção de rostos em fotos.

O iPhone 6 também proporcionará ganhos em estabilização de imagens (no caso do iPhone 6 a estabilização é digital, no Plus é óptica)! O sistema da câmera move-se em todas as direções para um ajuste fino e total nitidez.

O iPhone 6 também traz ganhos na captura de vídeos em Full HD 1080p com 30 ou até 60 quadros por segundo. O modo Slo-Mo vai agora até 240 quadros por segundo, contra 120 do iPhone 5s, e, mesmo em gravações de vídeos, o iPhone 6 faz foco automático contínuo.

A câmera FaceTime HD (frontal) também ganhou melhorias. Ela traz um novo sensor, captura até 81% mais luz e tem a mesma abertura f/2.2 da traseira. Assim como a iSight, a FaceTime HD faz melhor detecção de rostos — a Apple aprimorou bem a câmera para selfies. 😉

iPhone 6 e iPhone 6 Plus na Tela Início, lado a lado

Os novos iPhones, é claro, virão com o iOS 8 — todos os apps nativos já foram otimizados para suas telas maiores. A versão final do sistema será liberada para todos no dia 17 de setembro.

A Apple lançou também novas cases coloridas, em silicone e couro. Mas o aparelho em si continuará com as cores cinza espacial, prata e dourado. Os preços mantiveram-se os mesmos de antes nos Estados Unidos, ou seja, a partir de US$200 com dois anos de contrato. Só que em vez de 16GB, 32GB e 64GB, passamos para 16GB, 64GB e 128GB!

O iPhone 6 Plus é US$100 mais caro, a partir de US$300. A linha toda vai de US$200 a US$500, portanto, com contrato. O iPhone 5s continua à venda por US$100, e o 5c sai de graça lá fora.

Como esperado, os iPhones 6 chegarão ao mercado em 19 de setembro — nos EUA e em oito outros países (o Brasil não está entre eles), sendo que a Apple quer estar em 115 países até o final de 2014. A pré-venda nos primeiros países começa nesta sexta-feira (12/9).

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes