Em evento da Fast Company, Angela Ahrendts fala um pouco sobre os planos da Apple para o varejo

Há alguns dias soubemos que a vice-presidente sênior de lojas de varejo e online da Apple, Angela Ahrendts, participaria da conferência “The Year Ahead”, organizada pela Bloomberg. Mas ontem ela esteve também em outro evento da Fast Company, chamado “Innovation Festival”.

A executiva discutiu um pouco a preocupação da Apple em proporcionar uma boa experiência aos seus consumidores além de simplesmente vender produtos nas lojas, incluindo até mesmo um foco especial a serviços “não vendáveis” como o Apple Pay e o Apple Music. Ahrendts afirmou estar trabalhando junto a Eddy Cue e Jimmy Iovine para promover o serviço de streaming de músicas da Maçã nas suas lojas de alguma forma especial. Isso sem falar nos desafios de se vender produtos totalmente novos, como o Apple Watch.

A ex-CEO da Burberry continua também dedicada a unir mais as lojas física e online da Apple, evoluindo-as para além do que já são famosas hoje em dia — como por exemplo, a elogiada experiência proporcionada pelo Genius Bar. A chefona de varejo da Maçã pretende continuar remodelando as lojas pensando sempre na forma como os dispositivos da Apple são utilizados, seja em fotografia, em jogos ou até mesmo em programação de apps.

A preocupação da Apple com a China é tamanha hoje em dia que Ahrendts revelou um plano da empresa de ter empregados chineses em praticamente todas as suas lojas espalhadas pelo mundo, de forma a atender melhor turistas falantes do mandarim. Atualmente, só a loja de Upper East Side, em Nova York, tem 21 empregados capacitados para atender chineses.

Apesar de não estar muito nos holofotes da mídia, Ahrendts tem uma comunicação constante com empregados do segmento de varejo da Apple e compartilha com eles, semanalmente, vídeos com uma média de três minutos de duração cada. Nos primeiros seis meses após a sua entrada na companhia, a executiva visitou pessoalmente lojas em mais de 40 mercados diferentes.

Segundo Ahrendts, atualmente as lojas online da Apple recebem 3 bilhões de visitantes por ano, enquanto as físicas (quase 500 lojas, no total) passam de 390 milhões.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes