Apple divulga receita de US$42,4 bilhões e lucro de US$7,8 bilhões no seu terceiro trimestre fiscal de 2016 [atualizado]

A Apple acaba de revelar seus resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre fiscal de 2016, finalizado em 25 de junho.

A companhia divulgou uma receita de US$42,4 bilhões no período, com lucro de US$7,8 bilhões — ou US$1,42 por ação diluída. Os resultados comparam-se respectivamente a US$49,6 bilhões, US$10,7 bilhões e US$1,85 no mesmo trimestre de 2015.

A margem bruta no período foi de 38%, contra 39,7% há um ano. Vendas internacionais compreenderam 63% de todo o faturamento trimestral. Os números foram de acordo com as previsões dadas pela Apple nos seus penúltimos resultados.

Eis os números de vendas:

Declaração do diretor executivo (CEO) Tim Cook:

Estamos muito contentes em divulgar resultados do terceiro trimestre que refletem uma demanda forte de consumo e uma performance de negócios a qual antecipamos no início do trimestre. Tivemos um lançamento muito bem-sucedido do iPhone SE e estamos felizes com a resposta de clientes e desenvolvedores aos softwares e serviços que apresentamos na WWDC em junho.

E a do diretor financeiro (CFO) Luca Maestri:

Nosso negócio de Serviços cresceu 19% ano a ano e a receita da App Store foi a maior da história, visto que a nossa base instalada continuou crescendo e nossos consumidores pagantes atingiram um novo recorde histórico. Nós retornamos mais de US$13 bilhões a investidores através de recompra de ações e dividendos, e concluímos agora quase US$177 dos US$250 bilhões do nosso programa de retorno de capital.

Olhando à frente para o quarto trimestre fiscal de 2016, a Apple prevê uma receita entre US$45,5 e US$47,5 bilhões, uma margem bruta entre 37,5% e 38%, gastos operacionais entre US$6,05 e US$6,15 bilhões, outras receitas/(despesas) de US$350 milhões, e uma taxa de impostos de 25,5%.

O conselho administrativo da Apple declarou um dividendo em dinheiro de US$0,57 por ação comum da companhia, pagável em 31 de agosto de 2016 a todos os acionistas registrados ao término dos pregões em 8 de agosto de 2016.

Daqui a pouco, às 18 horas (pelo horário de Brasília), a Apple realizará uma conferência ao vivo — via áudio — para tratar desses números e responder perguntas de jornalistas. Teremos posteriormente cobertura completa com destaques do que for discutido lá, aqui no MacMagazine.

Atualização · 26/06/2016 às 17:46

Pelo jeito, Wall Street recebeu bem os números da Apple. Nas negociações pós-fechamento dos pregões da NASDAQ, a AAPL está agora subindo mais de 5%.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes