Acusada de roubar tecnologia, Beats vence processo movido pela Monster

Já tem tanto tempo que vocês podem ter esquecido, mas no início de 2015, a Monster — que foi parceira da Beats na origem da fabricante de headphones — processou a subsidiária da Apple, alegando que seus cofundadores tinham roubado a sua tecnologia. Agora, mais de um ano e meio depois, finalmente temos o resultado do imbróglio: a Beats se safou.

Ícone do app Beats Updater para OS XWilliam Fahey, juiz do Tribunal Superior de Los Angeles, determinou que as acusações do fundador da Monster Noel Lee (de que os cofundadores da Beats Dr. Dre e Jimmy Iovine teriam se apropriado indevidamente de uma tecnologia inventada pela empresa e cometido fraude ao comercializar os produtos sem a participação da Monster) são infundadas e o valor entre US$30 milhões e US$150 milhões pedido pelo empresário não deverá ser pago.

Lee afirmava ainda que os empresários (e agora empregados da Apple) o convenceram a vender a sua participação na Beats um ano antes da aquisição pela Apple sem deixá-lo a par da negociação, o que constituiria fraude e violação da lei corporativa. Esta acusação também foi rejeitada pelo juiz californiano.

Apesar do indeferimento do processo, ambas as partes ainda vão a julgamento numa data oportuna; desta vez, porém, será para tratar de um contra-processo movido pela Beats para que a Monster pague as despesas legais gastas pela subsidiária da Apple. Com isso, coloca-se um ponto final na história.

[via 9to5Mac]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes