Entendendo todas as diferenças entre os iPhones 7/7 Plus e os iPhones 6s/6s Plus

No evento especial de ontem nós conhecemos os aguardados iPhones 7 e 7 Plus. A pergunta básica que muita gente faz depois de um lançamento desses é: okay, mas o que realmente mudou?

Neste artigo, vamos resumir para vocês as diferenças que há entre eles e os seus antecessores, os iPhones 6s/6s Plus.

Design

De cara, os iPhones 7/7 Plus podem ser distinguidos pelas suas novas cores (preto fosco matte e preto brilhoso).

Resistência à água - iPhone 7 e 7 Plus

Além delas, os novos aparelhos são resistentes a água, respingos e poeira (classificação IP67), coisa que os iPhones 6s/6s Plus não são (ainda que também ofereçam uma certa resistência).

Capacidade

As capacidades de armazenamento do iPhones mudaram. E não estão falando apenas dos novos, não. Felizmente, a Apple também fez um upgrade nos iPhones 6s/6s Plus, melhorando as coisas para quem pretende adquirir um desses modelos agora que os preços caíram com a chegada dos iPhones 7/7 Plus.

Ficou assim: os iPhones 7/7 Plus possuem opções de 32GB, 128GB e 256GB; já os iPhones 6s/6s Plus contam com opções de 32GB e 128GB (a capacidade de 256GB está disponível apenas novos modelos).

Aqui, vale um adendo: se você adorou a nova cor preto brilhoso, saiba que terá que desembolsar um pouco mais para adquirir um iPhone assim. A Apple venderá o aparelho apenas com capacidades de 128GB e 256GB.

Tela

Os novos iPhones são iguais em diversos aspectos. Há, como sempre, diferenças básicas por conta do tamanho avantajado do iPhone 7 Plus. Uma delas é a tela, que no modelo de 4,7 polegadas tem 1334×750 pixels (326ppp) e no de 5,5″ tem 1920×1080 pixels (401ppp). Até aí, nenhuma novidade já que nos 6s e 6s Plus existia a mesma diferenciação.

Comparativo de telas - iPhones 7 e 7 Plus

Nos iPhones 6s/6s Plus, porém, a Apple utiliza o padrão full sRGB enquanto que nos novos, estamos falando de uma tela com ampla tonalidade de cores (P3). O brilho máximo dos iPhones 7/7 Plus atingiu níveis maiores (625cd/m2 contra 500cd/m2 dos modelos lançados em 2016 — 25% mais brilhante), o que sem dúvida ajuda a enxergar a tela quando estamos expostos ao sol. O resto continua exatamente igual.

Peso e dimensões

Rumores apontavam para uma possível diminuição na espessura dos novos modelos, mas não foi isso que vimos. Os iPhones 7/7 Plus continuam com as mesmas medidas dos 6s/6s Plus.

Comparativo de pesos - iPhones 7 e 7 Plus

A diferença mesmo está no peso. Do iPhone 6s para o 7 tivemos uma redução de 5 gramas; já do 6s Plus para o 7 Plus a queda foi de 4 gramas. Resumindo: algo imperceptível. 😝

Processador

O novo processador dos iPhones 7/7 Plus é o A10 Fusion (com o coprocessador M10 incorporado), que tem um novo design com quatro núcleos e 3,3 bilhões de transistores. São dois de alto desempenho e dois de alta eficiência; estes trabalham com apenas 20% da energia usada pelos de alto desempenho, os quais oferecem 40% a mais de velocidade dos iPhones 6s/6s Plus (chip A9) e 2 vezes mais do que os iPhones 6/6 Plus (chip A8). Toda essa performance (quais núcleos devem funcionar e quando) é controlada automaticamente pelo aparelho; o usuário não precisa se preocupar com nada.

A10 Fusion

As melhorias na GPU1 (que agora tem 6 núcleos) também foram notáveis, com 50% a mais de velocidade nos gráficos em comparação aos iPhones 6s/6s Plus ou 3 vezes mais rápidos em comparação aos iPhones 6/6 Plus — isso com o 2/3 da energia demandada pelo A9 e 1/2 do A8.

Comparativo de CPUs e GPUs - iPhones 7 e 7 Plus

Resumindo: de acordo com a Apple, o chip dos iPhones 7/7 Plus é o mais avançado que qualquer smartphone — não apenas iPhone — já teve.

RAM

A Apple não comenta esse tipo de detalhe técnico, mas tudo indica que o iPhone 7 tem os mesmos 2GB de RAM dos iPhones 6s/6s Plus. O modelo 7 Plus, porém, deve ter 3GB por conta da adição da câmera teleobjetiva (e da possibilidade de tirar fotos com fundo desfocados). Isto, por si só, já justifica a adição de 1GB.

No contexto geral, entretanto, a experiência de uso deverá se manter bem parelha entre os aparelhos.

Câmera traseira

FOTOS

Aqui, as diferenças são boas. Apenas comparando o iPhone 7 com o 6s e o 6s Plus, já temos ótimas melhorias.

Trata-se de uma nova câmera de 12 megapixels com lente de 6 elementos e abertura ƒ/1.8, a qual permite 50% a mais de entrada de luz (que se traduz em fotos muito melhores em locais com baixa luminosidade), e com estabilização óptica de imagem. Comparativamente, as câmeras dos iPhones 6s/6s Plus têm 12 megapixels, com lente de 5 elementos e abertura ƒ/2.2. Apenas o iPhone 6s Plus tem estabilização óptica de imagem, então podemos falar hoje que a câmera traseira do iPhone 7 é melhor que a do iPhone 6s Plus (que por sua vez, é melhor que a do 6s).

iPhone 7 Plus preto de costas e iPhone 7 jet black de costas

Além disso, a câmera do iPhone 7 conta com captura de ampla tonalidade de cores para fotos e Live Photos (algo não presente nos antecessores) e flash True Tone de 4 LEDs (nos iPhones 6s/6s Plus são “apenas” 2 LEDs). Com o dobro de iluminação, conseguimos capturar fotos melhores ao utilizar o flash do iPhone 7.

Mas e o iPhone 7 Plus? A Apple caprichou na câmera dele. Além de ter o mesmo sensor de 12MP com lente grande angular do iPhone 7, há outra câmera de 12MP com teleobjetiva. O que ela faz? Aproxima ainda mais a imagem para um zoom com mais qualidade, mesmo à distância. Estamos falando de um zoom óptico (real) de até 2x.

Câmeras do iPhone 7 Plus

A Apple, porém, foi além e permite que usuários do iPhone 7 Plus possam tirar fotos com zoom até 10x (a partir de 2x, porém, o zoom passa a ser digital e não tem a mesma qualidade). Ainda assim, a empresa fala que as fotos com zoom até de 5x no iPhone 7 Plus ficam até quatro vezes melhores do que as tiradas com outros iPhones (o que faz sentido, já que a imagem parte de um zoom real até 2x, capturado pela nova câmera teleobjetiva).

Para completar, em breve — através de uma atualização de software —, a Apple vai liberar também um recurso chamado profundidade de campo. Com ele, podemos mostrar rostos nítidos em primeiro plano e, ao mesmo tempo, desfocar o fundo. Para captar essas imagens, o sistema de câmeras do iPhone 7 Plus usa ambos os sensores e aprendizado de máquina avançado para dar nitidez ao objeto e criar o desfoque em segundo plano. Esse efeito é conhecido como bokeh e antes basicamente só podia ser alcançado com câmeras DSLR2.

Efeito Bokeh - iPhone 7 Plus

Para esse efeito, basta selecionar a opção “Retrato” (“Portrait”) na hora de tirar a foto. De novo: o recurso não estará presente no lançamento do iOS 10 e virá numa futura atualização a ser liberada neste ano.

Assim como a Apple falou do A10 Fusion, falou desta câmera: para eles, é a melhor já colocada em um smartphone.

VÍDEO

A mesma câmera que tira fotos, filma. Então, é claro que as possibilidades em vídeo nos iPhones 7/7 Plus melhoraram também. Graças à estabilização óptica de imagem (antes presente apenas no iPhone 6s Plus) e à abertura ƒ/1.8, os vídeos gravados em lugares com pouca luz ficam nitidamente melhores. O novo flash True Tone com 4 LEDs também ajuda caso seja necessário filmar com eles.

No iPhone 7 Plus, a câmera teleobjetiva torna possível o zoom óptico até 2x e um zoom digital até 6x; nos outros aparelhos, o zoom digital vai até 3x.

De resto, tudo continua igual — inclusive a alta resolução de até 4K a 30 quadros por segundo, algo que os rumores indicavam que chegaríamos a 60 quadros por segundo.

Câmera frontal

Nenhum rumor havia falado sobre a câmera FaceTime. No iPhones 6s/6s Plus ela ganhou um bom upgrade e, conhecendo o histórico da empresa, muita gente achou que a câmera permaneceria igual nos iPhones 7/7 Plus.

Câmera frontal dos iPhones 7 e 7 Plus

Mas a Apple surpreendeu e tratou de colocar uma câmera de 7 megapixels (em vez de 5 megapixels), o mesmo recurso de captura de ampla tonalidade de cores para fotos e Live Photos, capacidade de gravar vídeos em Full HD 1080p (antes, o limite era HD 720p) e estabilização automática de imagem.

Tudo muito bem-vindo, é claro.

Celular e wireless

Aqui, tudo continua praticamente igual. Você não precisa se preocupar pois o seu iPhone se conecta a praticamente todas as redes 4G do mundo, a tudo quanto é tipo de Wi-Fi, conta com VoLTE e chamadas Wi-Fi (para fazer ligações utilizando uma conexão de internet banda larga), entre outras coisas.

A diferença mesmo nos iPhones 7/7 Plus são: suporte a 4G LTE Advanced até 450Mbps (nos modelos 6s/6s Plus, a velocidade é de até 300Mbps) e Wi-Fi com MIMO3 (basicamente, múltiplas antenas para transmissão e recepção) para melhora de desempenho.

Touch ID

Os iPhones 7/7 Plus contam com um novo botão de Início (Home) que é sólido. Ele trabalha com o novo Taptic Engine, dando respostas táteis precisas quando você encosta — respostas essas que podem ser personalizadas. Resumindo, o botão não se movimenta mais quando você o pressiona. Graças ao feedback produzido pelo Taptic Engine, você tem a impressão de que ele “afundou”.

Botão de Início - iPhone 7 e 7 Plus

Isso, obviamente, ajudou a Apple a conseguir uma construção mais resistente à água. Quanto ao Touch ID em si (sensor que desbloqueia o aparelho e autoriza compras com a sua impressão digital), nada mudou. Ele continua o mesmíssimo que temos nos iPhones 6s/6s Plus.

Energia e bateria

Bateria é um assunto para lá de polêmico. Eu, particularmente, nunca consegui fazer com que os meus iPhones tivessem o rendimento anunciado pela Apple.

O que a empresa afirma é que, com o chip A10 Fusion, donos de iPhone 7 ganham até 2 horas a mais de uso enquanto usuários de iPhone 7 Plus ganham até 1 hora em relação aos seus antecessores. Como ninguém ainda brincou com os iPhones 7/7 Plus por tempo o suficiente para falar com propriedade sobre isso, o melhor mesmo é ficarmos com esta tabela comparativa:

Comparativo de baterias dos iPhones

Tirem as suas próprias conclusões.

Fones de ouvido incluídos

O momento #mamilos dos iPhones 7/7 Plus sem dúvida foi a retirada da saída de 3,5mm para fones de ouvido. Agora, para escutarmos música nos novos aparelhos, teremos que utilizar um par de fones Bluetooth, os EarPods com conector Lightning que acompanharão os novos aparelhos ou, então, utilizar o adaptador que a Apple também colocará dentro da caixa dos novos iPhones.

EarPods com conector Lightning

Então é isso: na caixa dos novos iPhones você encontrará EarPods com conector Lightning e um adaptador, para utilizar o seu fone atual com fio no novo aparelho. Se você quiser usar os EarPods com conector Lightning no seu Mac/PC (ou em algum outro smartphone que não seja da Apple), azar o seu. 😒

Áudio integrado

Depois de nove gerações, finalmente temos um iPhone com um sistema de alto-falantes estéreo. De acordo com a Apple, eles oferecem o dobro da potência de som dos iPhones 6s/6s Plus e um maior alcance dinâmico. Isso quer dizer que, com os iPhones 7/7 Plus, você pode ouvir músicas, assistir a vídeos e fazer chamadas com viva-voz de uma forma muito melhor do que antes.

Mas engana-se quem acha que aquela nova fileira de alto-falantes que entrou no lugar da saída de 3,5mm é a responsável pela novidade. Ali, na verdade, não tem nada (apenas um microfone).

Botões e conectores - iPhones 7 e 7 Plus

O que a Apple fez foi utilizar o alto-falante superior (aquele que usamos para atender chamadas) para conseguir implementar um sistema estéreo — ainda que as distâncias entre os alto-falantes seja pequena o suficiente para que muitos não percebam o “estéreo” e continuem com a mesma sensação de antes. Uma coisa, porém, deverá ser perceptiva: o dobro da potência.

·   ·   ·

Afinal, vale o upgrade? Essa é uma resposta muito, mas muito pessoal. Particularmente, apesar de ter um iPhone de 4,7 polegadas e gostar bastante do tamanho dele, a câmera dupla do iPhone 7 Plus está me cativando bastante. Eu fiz uma escolha de não ter mais câmeras parrudas e sempre senti falta da opção de zoom no smartphone. Isso, agora, foi resolvido de forma bastante satisfatória a meu ver. Claro, estamos falando de um zoom óptico até 2x, algo baixo ainda se levarmos em conta as possibilidades de câmeras DSLR. Mas é um começo, um ótimo começo.

Para mim, isso já valeria o upgrade. Mas, como disse, isso é algo pessoal e eu descrevi aqui o meu cenário. O seu pode (e deve) ser completamente diferente. Então, para saber a resposta, basta parar e pensar no que o seu iPhone atual lhe decepciona e ver se isso foi resolvido nos modelos atuais. 😉

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes