Samsung adquire a Viv, assistente virtual desenvolvida pelos criadores originais da Siri

Imagem de destaque

A Siri (assistente virtual presente nos sistemas operacionais da Apple), para quem não sabe, não foi um projeto desenvolvido internamente e sim fruto de uma aquisição da Maçã.

Pouco depois da aquisição (mais especificamente um dia após o lançamento do iPhone 4s, que trouxe a assistente virtual como grande novidade), porém, Dag Kittlaus (um dos cofundadores da Siri ao lado de Adam Cheyer e Chris Brigham) deixou a Apple e embarcou em uma nova empreitada. Na época, até brincamos:

A saída de Kittlaus já estaria planejada há um tempo e foi totalmente amigável. Um dos motivos para isso é que sua família mora em Chicago, portanto o executivo queria aproveitar um tempo para curti-la e já começar a bolar ideias para novos empreendimentos — quem sabe algum outro revolucionário que venha a ser adquirido pela Apple daqui a alguns anos? 😛

O tempo passou e Kittlaus criou uma Siri mais parruda, chamada Viv. Seus grandes diferenciais são: uma natureza totalmente interconectada e o carácter programático dos sistemas back-end (utilizando “avanços” na síntese de programas, a inteligência artificial da Viv é capaz de escrever o seu próprio código para realizar novas tarefas). #tenhamedo

Adivinhe o que aconteceu! Não, a Apple não comprou a Viv — quem fez isso foi a Samsung.

De acordo com o TechCrunch, a Viv continuará funcionando como uma empresa independente; obviamente, oferecendo serviços à Samsung e suas plataformas. O valor do negócio não foi divulgado.

Segundo Jacopo Lenzi (vice-presidente sênior da Samsung), “esta é uma aquisição que está sendo feito pela equipe móvel, mas enxergamos claramente o interesse em todos os nossos dispositivos”. Ele disse ainda que, “do nosso ponto de vista e do do cliente, o interesse e o poder disso realmente vêm de aproveitar a escala geral da Samsung, bem como a riqueza dos pontos de contato que temos com os consumidores”. Levando em conta que a Samsung cria e comercializa não apenas smartphones mas uma gama enorme de produtos (incluindo máquinas de lavar, geladeiras e tudo mais), uma assistente poderosa como a Viv faz bastante sentido se pensarmos nas novas formas de interação que existem atualmente.

Apesar disso, é claro que não deixa de ser uma resposta à Siri (Apple) e à Assistente Google, que virá integrado ao smartphone Pixel (a nova linha de telefones do Google).

A Apple, é claro, não está parada. Recentemente a empresa fez um investimento bastante interessante na área ao adquirir a startup inglesa VocalIQ. Independentemente disso (e avaliando tudo de forma superficial), me parece que a empresa de Tim Cook perdeu aí uma grande oportunidade.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes