Samsung suspende produção/venda do Galaxy Note7; donos devem devolver suas unidades [atualizado: é definitivo]

Um dos concorrentes mais formidáveis do iPhone está praticamente morto — o que certamente dará um empurrãozinho nas vendas do smartphone da Apple. O que começou com um simples relato de algumas poucas unidades explodindo ao redor do mundo transformou-se numa crise sem precedentes para a Samsung e o seu Galaxy Note7, que agora está sendo chamado de volta para casa, de onde muito provavelmente não mais sairá.

Galaxy Note 7 "explodido" após problema com bateria

Explico-me: com o recall mundial convocado pela Samsung após a notícia das primeiras unidades explosivas, as coisas arrefeceram temporariamente e parecia que o problema seria resolvido. Muitos dos clientes foram até as lojas onde compraram seus aparelhos e trocaram por novos, com um selo de segurança indicando que se tratava de um Note7 “seguro”.

O problema apareceu de novo quando estas unidades ditas “seguras” começaram a explodir *também*: o primeiro e mais notável dos casos registrados aconteceu em um voo da Southwest Airlines, nos Estados Unidos — o avião precisou ser evacuado depois que o telefone perfurou o tapete da aeronave com o calor. A seguir, vários outros relatos começaram a pipocar na internet, indicando que as novas unidades do smartphone não eram, de fato, tão seguras como se imaginava.

A partir daí a coisa degringolou e transformou-se quase numa lenda urbana real: companhias aéreas citando nominalmente o Note7 antes de cada voo1, solicitando que os passageiros mantivessem os dispositivos desligados em todos os momentos; publicações importantes recomendando a suspensão imediata da produção do phablet e, para acabar com tudo, todas as principais operadoras americanas suspendendo as suas vendas.

Agora, vem a ação da própria Samsung que, apesar de drástica, era absolutamente esperada: a empresa anunciou que está “suspendendo temporariamente” a produção do Note7 para investigar os seus problemas. Todas as revendedoras devem parar as vendas do aparelho e o programa de trocas dele também foi cancelado: donos do phablet são aconselhados a desligar seu dispositivo imediatamente e retorná-lo na loja onde foi comprado, com a opção de trocá-lo por outro de categoria similar ou receber o dinheiro de volta.

Não é preciso ser muito inteligente para deduzir que, mesmo com o fraseamento eufemístico, a Samsung está efetivamente enterrando o Note7 para sempre. Como bem fala o Recode, não é mais uma questão de revitalizar o nome do aparelho e sim recuperar a reputação da própria empresa, que está sofrendo um abalo significativo com o #explosiongate.

Bom, temos alguns meses antes da introdução do S8…

[via The Verge]

Atualização · 11/10/2016 às 13:05

E a Samsung confirmou hoje cedo que a suspensão da produção e venda do Note7 é definitiva. Após matéria do Wall Street Journal noticiando o fim do aparelho, a assessoria de imprensa da sul-coreana confirmou aos veículos especializados que “descontinuou permanentemente a produção do Galaxy Note7”.

Adeus, Note7 — foi eterno enquanto durou.

[via TechCrunch]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes