Programas de troca de iPhone no Brasil: será que valem a pena? Confira a nossa análise! [atualizado 2x]


Olhando para os smartphones nas mãos de todos nós, percebemos quão rápido um aparelho é considerado defasado. Um ano no ramo da tecnologia é um período grande demais pelo fato de novas tendências surgirem a todo o momento e, junto a elas, novas necessidades.

Quem é entusiasta acaba caindo na tentação de sempre querer colocar as mãos nas novidades mais fresquinhas. Entretanto, como é sabido, os produtos da Apple não são lá o que se digam “baratos” e, para os brasileiros, a dificuldade é ainda maior. Por esse fato, tendemos a ficar por um bom tempo com nossos iPhones “defasados”, apenas babando nos modelos mais novos.

Para incentivar os usuários a trocarem de aparelhos todos os anos (e gastarem também, né?), a Apple criou dois programas de troca: o Reuse and Recycling Program, no qual o usuário pode levar o seu aparelho a uma loja e receber um Gift Card (cartão-presente) para ajudar na compra de um aparelho mais novo, e o iPhone Upgrade Program, que permite financiar um aparelho por dois anos, com possibilidade de troca pelo modelo recém-lançado após 12 meses de plano.

Como você pode imaginar, nenhuma dessas opções foi lançada (ainda?) pela Apple aqui no Brasil. Porém, com certeza você já deve ter visto/ouvido propostas muito parecidas vindo de lojas e até de operadoras. O que muitas pessoas se perguntam é: vale realmente a pena? Nosso leitor Bruno Rossini sugeriu que analisássemos esses programas e fizéssemos um comparativo para saber as reais vantagens deles. Apesar das muitas particularidades de cada um desses programas, topamos o desafio.

Do velho ao novo

iPhone original e iPhone 7 lado a lado

Uma das “oportunidades” que pipocaram pelas operadoras e em diversas lojas pelo Brasil foi a de você “vender” o seu aparelho antigo e receber créditos/descontos na compra de um aparelho mais novo (o que seria o mais perto do Reuse and Recycling Program, da Apple).

Nós analisamos os mais conhecidos: o iPlace UpGrade, o Oi Troca Fácil, o TIM Next, o Troca Inteligente Saraiva e o VIVO Renova.

Os nomes e os processos burocráticos são um pouco diferentes para cada um, porém a essência é a mesma. Há duas situações em que você *não* conseguirá “vender” o seu aparelho: se ele tiver sido comprado no exterior ou se não ligar/carregar mais. Se o seu aparelho entrar em uma destas situações, esqueça esses programas de troca. Se ele tiver sido comprado no Brasil e estiver ligando corretamente, irão verificar o IMEI1 para ter certeza de que o aparelho não está bloqueado (no caso de roubo ou perda). Depois, entra em cena avaliação física do aparelho para, só então, saber quanto ele vale (quanto mais marcas, arranhões, etc., mas desvalorizado ele será).

Nos sites dos programas iPlace, Oi e Vivo, é possível ter uma base de quanto os aparelhos custariam; todavia, para saber os valores na TIM e na Saraiva, eu precisei me deslocar até uma loja física para analisar o aparelho — é claro, todos vão passar pelo processo de análise, mas é bom ter uma noção já pelo site (na iPlace é possível enviar por SEDEX para ser avaliado, mas demora um pouco mais).

Para termos uma base, criei a tabela abaixo analisando os valores sugeridos nos sites para o aparelho mais antigo que aceitavam (um iPhone 4 de 8GB) e o mais novo/topo-de-linha anterior ao atual modelo (um iPhone 6s Plus de 128GB); também adicionei na tabela um “intermediário”, que seria o meu próprio (iPhone 5s de 32GB) já que, além de avaliar pelos sites, o levei comigo às lojas físicas. Para deixar a comparação mais gritante, também adicionei à tabela os preços do site Brused, que compra o seu aparelho usado em bom estado (com ou sem acessórios/caixa).

AparelhoiPlace UpGradeOi Troca FácilTroca Inteligente SaraivaVIVO RenovaBrused
iPhone 4 de 8GBDe R$402 a R$853Até R$73Avaliação somente
em lojas físicas
Até R$127R$1604
iPhone 5s de 32GBDe R$505 a R$5806Até R$532Avaliado em R$5807Até R$650R$8058
iPhone 6s Plus de 128GBDe R$2509 a R$2.30010Até R$1.848Avaliação somente
em lojas físicas
Até R$2.400R$1.83511

Nota: no TIM Next não foi possível obter valores aproximados pois a máquina que avalia estava quebrada na loja física e não há informação nenhuma no site; o atendente também não soube informar a média de preços.

Como pode ser visto, em muitos casos o valor sequer chega à metade do que o aparelho vale (mesmo sendo um modelo relativamente antigo, no Brasil esses valores ainda são altos). Essa ideia ainda foi comprovada pelo atendente de uma das lojas12 o qual disse, sigilosamente, que o meu iPhone 5s estava “bom demais” para trocar pois o máximo que ofereceriam seria R$400 e que eu conseguiria mais do que isso “lá fora”.

Ou seja, se a sua intenção é vendê-lo para conseguir o máximo de dinheiro possível para “abater” no valor de um novo, com certeza a melhor opção é vender no MM Fórum, no Mercado Livre, na OLX, etc.; entretanto, se a sua intenção é apenas “se livrar” do aparelho antigo sem ter “dores de cabeça”, as opções acima podem ser uma boa.

É aquela velha história que acontece em qualquer mercado: a comodidade tem o seu preço. Se você vender o seu carro por conta própria, vai conseguir um valor mais alto do que se der ele na troca por um novo em alguma concessionária. O mesmo conceito se aplica aqui, até mesmo na questão do crédito: nenhum desses programas lhe dará o dinheiro em si, somente crédito/desconto para comprar um aparelho novo na própria loja (na iPlace pelo menos é possível usar o valor para comprar outros produtos, não apenas iPhones).

Do novo ao novo

iPhone 7 Plus jet black de costas e iPhone 7 jet black de frente

Os programas de troca que provavelmente deixam os possíveis clientes com mais pulga atrás da orelha são aqueles que exigem fidelidade. Se assemelhando muito ao iPhone Upgrade Program da Apple, temos no Brasil duas opções para “atualizar o seu iPhone todo ano”: o Claro up e o iPlace Refresh.

Eles funcionam basicamente da mesma forma: você compra um iPhone novo pelo programa e assina um contrato de pagamento em 24x; a partir da 12ª parcela, você pode retornar à loja e “dar” o mesmo celular para “quitar” todo o restante das parcelas. Só que, para trocar pelo modelo mais recente, você precisa renovar o seu contrato. Resumindo: se você quiser trocar o seu aparelho por um mais atual *todos os anos*, continuará pagando indefinidamente até que a morte vos separe — ou até que você queira parar de renovar (então, você ficará com o aparelho, porém terá que fazer o pagamento até o fim; as 24 parcelas do Claro up ou as 20 do iPlace Refresh).

No iPlace Refresh, você pode escolher não pagar nenhuma entrada, dividindo o valor em 20x iguais, ou dividir em 24x e pagar uma entrada de R$600 a R$1.200 em dinheiro, no débito ou até pelo UpGrade (levando o seu celular antigo). As parcelas são pagas por boleto (entregues no ato da compra) e possuem juros de 2,69% ao mês + IOF13. Uma das vantagens é que você não tem vínculo com operadora nenhuma (no sentido de planos pré ou pós-pagos).

Já no Claro up, você concorda em pagar 24 parcelas (sem entrada nem juros), sendo 12 no cartão e 12 na fatura (a primeira parcela é debitada no mês seguinte à compra). O ônus pode ser o vínculo que é necessário ter com a operadora. Junto do aparelho, é obrigatória a contratação de um dos planos pós-pagos a partir do de 4GB (R$160 mensais), o que acaba pesando no preço.

Mas, diferentemente do iPlace Refresh, o Claro up possui algo interessante: um seguro contra quedas acidentais, oxidação ou furto/roubo (saiba todos os detalhes neste link). Caso seja necessário acioná-lo, a franquia paga é de 25% do valor total do aparelho dentro do programa (sim, aquelas 24 robustas parcelas), tendo direito a uma troca de aparelho (reposição) no período de 12 meses e/ou reparos ilimitados.

Ambos os programas analisam o seu crédito para verificar se você está apto (financeiramente falando) a firmar esse compromisso. Além de considerar se o seu nome está limpo, também pode entrar na jogada o quanto você “movimenta” no seu CPF (ou seja, o quanto de compras você faz com ele). Esse processo acontece todas as vezes que você quiser renovar o contrato.

Outro procedimento que necessariamente ocorrerá é a análise das condições do aparelho em si: se ele tiver pequenos arranhões (alô, iPhone 7 preto brilhante!), não tem tantos problemas; porém, se o estado dele não estiver bom, você não poderá utilizá-lo para “quitar” as parcelas restantes e precisará pagar até o 24º mês (e aqui entra uma discussão um pouco subjetiva do que é um aparelho em estado bom).

Valores

Tendo explicado os programas, vamos analisar os valores de perto para ter certeza de que eles valem a pena.

No Claro up, como eu disse, é necessário contratar também um plano pós-pago — o menor disponível no momento da nossa pesquisa para o artigo era o de 4GB com 300 minutos por R$160 mensais. E, como em cada loja há um preço diferenciado, a opção mais barata (iPhone 7 de 32GB) que encontrei em uma loja aonde fui, na cidade que moro (Rio de Janeiro), custava R$140 sem juros (diferente dos R$120 divulgados pelo site).

Ou seja, você pagaria (aparelho + plano) 12x de R$300 (totalizando R$3.600) *se* você trocasse pelo próximo aparelho depois da 12ª parcela e não acionasse o seguro. Já se, por algum motivo, você preferir ou precisar pagar as 24 parcelas e não trocar seu aparelho, ele sairia por R$7.200 (também sem acionar o seguro, que somaria mais 25% deste valor na conta).

A fim de deixar tudo mais degustável, montei uma tabela e também levei em conta os valores com acionamento do seguro do Claro up (25% do valor total do aparelho, ou seja, por volta de R$840) e, para os planos fora do programa, agreguei também os valores sem nenhum seguro ou com um contratado/pago por fora. Escolhemos o BemMaisSeguro.com, que oferece proteção contra roubo, quebra acidental e contato com líquidos. Simulamos a contratação para um iPhone 7 de 32GB e ficou por 11x de R$57 (a empresa calcula em cima do valor do mercado, no caso, R$3.500); ele tem carência de 3 e vigência de 12 meses. Caso acionado, é cobrada uma franquia de 28% do valor do aparelho.

PlanoValor do iPhoneValor do planoTotal (sem acionar o seguro)Total (acionando o seguro)
Claro up em 12x
Plano 4GB (300 min.)
R$1.680 (12x de R$140)R$1.920 (12x de R$160)R$3.600R$4.440
Claro up em 24x
Plano 4GB (300 min.)
R$3.360 (24x de R$140)R$3.840 (24x de R$160)R$7.200R$8.040
Aparelho (12x)
Claro pós 2GB (90min.)
R$3.228R$1.080 (12x de R$90)R$4.30814
R$4.93515
R$5.91516
Aparelho (12x)
Claro pós 4GB (300 min.)
R$3.060R$1.920 (12x de R$160)R$4.90817
R$5.60718
R$6.587
Aparelho (12x)
Claro pré (recarga de R$12-50)
R$3.500R$144 (12x de R$12)
ou
R$600 (12x de R$50)
R$3.644 (R$12)
R$4.100 (R$50)19
ou
R$4.271 (R$12)
R$4.727 (R$50)20
R$5.251 (R$12)
R$5.707 (R$50)

No iPlace Refresh, o que fiz foi listar os preços com as diferentes entradas, juros de 2,69% a.m. e IOF de 3% ao mês, comparando-os ao preço do aparelho fora do programa. Também somei o valor do BemMaisSeguro.com em cima de R$3.500, apesar de a iPlace oferecer seguro próprio (12x de R$65).

Importante: é preciso ainda adicionar às contas abaixo o valor de algum plano em alguma operadora (você pode se basear nos preços de planos da Claro que utilizamos na tabela anterior).

Aparelho (sem plano ou seguro)Aparelho + seguro (sem acionar)Aparelho + seguro (acionando)
iPlace Refresh em 12x iguais de R$154
com entrada de R$600
R$2.448R$3.075R$4.055
iPlace Refresh em 12x iguais de R$119
com entrada de R$1.200
R$2.628R$3.255R$4.235
iPlace Refresh em 24x iguais de R$154
com entrada de R$600
R$4.296R$4.923R$5.903
iPlace Refresh em 24x iguais de R$119
com entrada de R$1.200
R$4.056R$4.683R$5.663
iPlace UpGrade em 12x iguais de R$292R$3.505R$4.123R$5.112
iPlace UpGrade à vistaR$3.080R$3.707R$4.687

Afinal, programas de troca com fidelidade valem a pena?

Os números estão aí acima para serem analisados. Só que, como você deve imaginar, nada é tão simples quanto parece. Precisamos ter em mente que existem diferentes modelos e armazenamentos, vários planos e até a opção (ou não) de colocar um seguro em seu aparelho. Isso sem contar que há pessoas que amam trocar de iPhone todo ano e outras que não se importam com isso. Portanto, não existiria a possibilidade de listarmos todas essas possibilidades aqui e traçarmos todos os possíveis perfis de pessoas; nossa intenção foi realmente dar uma base para que você possa analisar o que mais se adequa ao seu perfil.

Uma dos argumentos contra o Claro up que muitos citam é que seria mais vantajoso comprar um aparelho fora do programa e vendê-lo depois de um ano, o que significaria um “abatimento” no valor pago a princípio. Todavia, se considerarmos o valor pago somente pelo aparelho (sem o plano) em um período de um ano, ele sairia por R$1.680. Se o aparelho for comprado fora do programa e vendido depois de um ano, só valerá a pena dependendo do valor de venda conseguido; considerando isso, nós conseguimos pesar se algum dinheiro é “perdido” ou não nesse tipo de programa.

Em relação ao iPlace Refresh, ainda é preciso considerar o valor de algum plano, então vai ficar mais caro. Entretanto, como nesse programa não existe obrigação em qual operadora ou plano você deve contratar, também pode ser uma opção para quem já tem um(a) plano/operadora específico(a).

Dito tudo isto, à conclusão quem chega é você. De qualquer maneira, esperamos ter ajudado pelo menos um pouco, contribuindo com as informações e os preços mais relevantes. Analise suas possibilidade$, necessidades e vá fundo (ou não). 😜

Atualização · 19/01/2017 às 12:30

A partir de algumas confirmações sobre os valores de pagamento do iPlace Refresh, modificamos a tabela. Na verdade, os juros e o IOF já estão diluídos nas parcelas iguais, o que definitivamente torna os preços dele muito mais baratos.

Atualização II · 19/01/2017 às 16:49

Também corrigimos alguns valores referentes ao Claro up.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: