Apple Mapas continua expandindo seus recursos e logo trará informações de cruzamento de vias férreas

E o Apple Mapas continua a expandir os seus recursos para vários cantos do mundo.

Desta vez, as informações de transporte público chegaram a mais lugares da Grã-Bretanha, além de Londres — incluindo as rotas de ônibus, trens e bondes em grandes áreas urbanas, em cidades menores e áreas rurais. Dentre elas, estão: Bath, Birmingham, Bradford, Brighton, Bristol, Cardiff, Edimburgo, Glasgow, Leeds, Liverpool, Manchester, Newcastle, Nottingham, Portsmouth, e Sheffield. Outras várias regiões da Inglaterra, Escócia e País de Gales também receberam o recurso.

Apple Mapas em Manchester

Nessas áreas, o serviço já oferece suporte a viações como Arriva Trains Wales, CrossCountry, East Midlands Trains, Grand Central, Great Western Railway, Hull Trains, Northern Rail, TransPennine Express, Virgin Trains, Virgin Trains East Coast e tantas outras linhas de trens.

Nos Estados Unidos, Houston (no Texas) foi a cidade agraciada, contendo agora informações de ônibus da METRO, METRORail e Amtrak. As rotas de transporte públicos já estão presentes em outras cidades como Atlanta, Columbus, Dallas-Fort Worth, Denver, Honolulu, Kansas City, Melbourne, Miami, Minneapolis–Saint Paul, Montreal, Pittsburgh, Portland, Prague, Sacramento, Salt Lake City, San Antonio, San Diego, Seattle, Vancouver e Victoria.

Aqui no nosso Brasil, o recurso está disponível somente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

·   ·   ·

Enquanto os recursos já lançados ainda se expandem lentamente, um completamente novo está prestes a chegar ao Apple Mapas: informações de cruzamento de via férrea.

Acidente de Trem na Califórnia

A necessidade desse recurso surgiu depois de um desastroso acidente em uma linha de trem na Califórnia, em 2015, que resultou em morte. Três vagões descarrilaram e tombaram depois que o trem se chocou contra um caminhão que estava parado em cima da linha férrea.

Como conta o New York Times, o motorista do caminhão, Jose Alejandro Sanchez-Ramirez, utilizava o Google Maps para obter direções e acabou parando no local.

Após o ocorrido, o Conselho Nacional de Segurança de Transporte dos Estados Unidos1 pediu a 11 grandes empresas de tecnologia — entre as quais estão a Apple e o Google — para adicionar a seus serviços de mapas os mais de 200 mil cruzamentos de linhas férreas do país, a fim de evitar problemas como este. Segundo o NYT, a Apple já estaria em processo de implementação do recurso, porém ainda não há previsão de lançamento.

[via MacRumors: 1, 2; AppleInsider]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes