Tim Cook receberá título honorário da Universidade de Glasgow e participará de “papo à lareira” com alunos [atualizado: recebido!]

Tim Cook não pode se gabar de receber tantas honrarias acadêmicas como seu lendário antecessor ou mesmo seu subordinado Jonathan Ive, mas de qualquer forma mais um reconhecimento está endereçado ao CEO da Apple — e ele vem do outro lado do Atlântico: a Universidade de Glasgow concederá ao executivo um título honorário de Doutor em Ciências.

Na introdução ao título, a instituição classifica Cook da seguinte forma [tradução livre nossa]:

[…] Como CEO, ele liderou a introdução de novos produtos e serviços incluindo o iPhone 7 e o 7 Plus, o iPad Pro e o Apple Watch. Ele capitaneia a iniciativa da empresa de utilizar 100% de energia renovável em todas as operações da Apple, encoraja seus colegas a contribuir com instituições de caridade nas suas comunidades e iniciou um generoso programa na companhia para dobrar todas as doações realizadas por empregados. […]

A cerimônia de entrega da honraria a Cook realizar-se-á na quarta-feira que vem, 8 de fevereiro, às 18 horas pelo horário local. Em seguida, acontecerá um “bate-papo à lareira”, com a participação do CEO e aberto aos estudantes, professores e funcionários da universidade. Os ingressos (gratuitos) para o evento esgotaram-se em menos de uma hora no Eventbrite.

Considerando que o reitor da Universidade de Glasgow é ninguém menos que Edward Snowden (e não se assustem aqui com o fato de que o reitor da universidade nunca pisará nela por estar exilado na Rússia: por lá, o cargo de reitor é basicamente simbólico e já foi ocupado por outras personalidades como Winnie Mandela e William Gladstone), é de se esperar que a conversa com Cook toque em pontos importantes relacionados a privacidade, segurança e espionagem digital. Depois veremos o resultado deste bate-papo — escoceses, não poupem o cozinheiro!

Há alguns dias, Cook também foi informado que receberá o prêmio de “Livre Expressão” do museu Newseum.

[via 9to5Mac]

Atualização · 08/02/2017 às 18:57

A cerimônia aconteceu como manda o figurino, mas isso não impediu Cook de tocar em alguns assuntos importantes durante a breve entrevista após o recebimento da honraria e também durante o bate-papo com os alunos e funcionários da instituição — houve tempo até para fazer aquela média com os escoceses, afirmando que a Universidade de Glasgow é uma das melhores do mundo.

Ainda no palco, quando perguntado sobre as novas políticas de imigração do presidente americano Donald Trump, Cook respondeu que “se nós ficamos calados e não nos opomos, nós passamos a fazer parte disso”. Depois, durante a conversa, ele reiterou que é contra as políticas e que a Apple, bem como todas as empresas de tecnologia e no âmbito geral, é construída na base da diversidade. O CEO ainda deu conselhos, afirmando que trabalhar com o único objetivo de ganhar dinheiro é prejudicial e cansa rápido, e afirmou mais uma vez que Steve Jobs foi a pessoa que mais o influenciou no mundo, de longe.

A Universidade postou alguns vídeos do evento no seu Twitter oficial:

Antes da cerimônia, Cook ainda fez uma visita surpresa à loja Apple Buchanan Street, onde foi recebido — compreensivelmente — com status de absoluta celebridade. Ele foi presenteado pela equipe da loja com um tradicional lenço escocês de tartan, bem como um desenho especial.

Essa Eurotrip de Cook está rendendo…

[via 9to5Mac]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes