Na Inglaterra, Tim Cook dá entrevista tocando em assuntos polêmicos como notícias falsas e Brexit

Cá estamos nós mais uma vez relatando as aventuras do CEO mais corajoso das galáxias no outro lado do atlântico. Tim Cook continua o seu tour pela Europa, desta vez desembarcando em Londres para visitar alguns pontos de interesse na capital inglesa e, claro, dar o ar da graça em uma das mais célebres lojas da Apple — além de conceder uma entrevista com opiniões acerca de alguns dos assuntos mais quentes (e polêmicos) da atualidade.

Como já destacamos nas nossas redes sociais, Cook reuniu-se com a primeira-ministra britânica Theresa May e com o prefeito de Londres Sadiq Khan para discutir uma série de questões pertinentes à atuação e ao desenvolvimento da Apple em território inglês.

Depois de passar pela França, Tim Cook está agora no Reino Unido. Por lá, conversou com a primeira-ministra (Theresa May) e com o prefeito de Londres (Sadiq Khan) sobre acesso a talentos, habilidades digitais, investimentos da Apple em Londres, Brexit e mais.

Uma foto publicada por MacMagazine.com.br (@macmagazine) em

Ele também fez uma visita ao pessoal da ustwo games, criadora do fantástico jogo para iOS Monument Valley.

Em Londres, Tim Cook também conversou com o pessoal da @ustwogames (criadores do jogo #MonumentValley), que está desenvolvendo um novo projeto ainda secreto.

Uma foto publicada por MacMagazine.com.br (@macmagazine) em

O CEO aproveitou para ir à célebre galeria Tate Britain e, como poderia deixar de ser, foi fazer uma visita à famosa — e recentemente reinaugurada após uma ampla reformaApple Regent Street1.

O curador Chris Stephens e @tim_cook vivenciam a obra de arte digital de #Hockney no Tate Britain

A parte mais interessante, entretanto, ocorreu enquanto Cook visitava a Woodberry Down Primary School.

A @woodberrydownN4 está fazendo um trabalho inspirador ensinando desenvolvimento com Swift Playgrounds! Ansioso pelo futuro que esses estudantes irão criar.

O CEO concedeu uma breve entrevista ao jornalístico Good Morning Britain, e um dos tópicos da conversa foi a proliferação das chamadas notícias falsas (fake news), que ganharam o mundo durante a última eleição dos Estados Unidos — e, segundo alguns, deram aquela ajudinha extra para que Donald Trump acabasse vencendo o pleito.

Embora a Apple não tenha muito a ver com o assunto — são empresas mais focadas no aspecto social, como o Facebook, que estão reunindo esforços para diminuir a influência das notícias falsas —, Cook opinou que trata-se de “um dos maiores problemas dos dias atuais”, afirmando que as empresas precisam “dar ao consumidor as ferramentas para acabar com isso” sem perder o caráter aberto da internet”.

Cook falou também sobre o Brexit, as suas perspectivas sobre o futuro do Reino Unido e da atuação da Apple na nação após a sua polêmica saída da União Europeia. O executivo disse estar “bastante otimista” sobre o horizonte da terra da Rainha e acredita que por lá “tudo ficará bem, mesmo com alguns prováveis obstáculos no caminho”, fazendo questão ainda de destacar que as iniciativas de inovação e crescimento da Apple mantêm, hoje, quase 300 mil empregos só no Reino Unido — com a inauguração do novo campus na usina de Battersea, este número tem tudo para crescer ainda mais.

EXCLUSIVO: Tim Cook, chefe da Apple, disse ao #GMB que a empresa está comprometida com o futuro da Grã-Bretanha fora da UE, dizendo “o Reino Unido vai ficar bem”.

Eu não sei vocês, mas aos meus olhos — independentemente das avaliações de cada um sobre o seu desempenho como CEO —, Cook parece ser um cara para lá de legal.

[via MacRumors]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes