Nova pesquisa de satisfação da J.D. Power com usuários de smartphones mostra a Samsung cada vez mais na cola da líder Apple

Estariam contados os dias de glória da Apple no mercado de smartphones? Se a métrica que tomarmos for o célebre ranking de satisfação dos consumidores medido todos os anos pela firma J.D. Power, a Maçã ainda está no topo da preferência dos usuários, mas a sua arquirrival máxima está cada vez mais próxima — de fato, está agora a meros 0,1% de distância.

Ranking da J.D. Power de satisfação dos usuários de smartphones, 2017

A Apple conseguiu 840 pontos na pesquisa, de 1.000 possíveis, mantendo o primeiro lugar a que já está acostumada há alguns anos e subindo 6 pontos em relação a 2016. A Samsung, entretanto, chegou o mais perto possível que se pode chegar da sua rival, com 839 pontos; ou seja, considerando a margem de erro da pesquisa, podemos concluir que temos um inédito empate técnico entre as duas fabricantes.

Ambas conseguiram as cinco máximas estrelas na avaliação da J.D. Power e foram as únicas acima da média de avaliação do segmento, que ficou em 835 pontos. Abaixo, ficaram a Motorola (com 824 pontos), a HTC (817) e a LG (810). A pesquisa foi realizada com 7.994 consumidores nos Estados Unidos — todos eles donos de smartphones com menos de um ano de uso —, entre outubro e dezembro do ano passado.

Um achado interessante da pesquisa: aparentemente, pessoas que utilizam seus smartphones para controlar dispositivos domésticos — como é a proposta do HomeKit, da Apple — têm uma média de satisfação com seus aparelhos de bolso muito superior àqueles que não dispõem deste tipo de tecnologia em suas casas. A satisfação geral com os smartphones, por exemplo, foi 49 pontos maior entre os usuários da assistente Alexa, da Amazon (881 contra 832 pontos) e 34 pontos maior se considerarmos os consumidores que têm eletrodomésticos inteligentes (866 pontos contra 832 daqueles que não têm esse tipo de produto em casa).

Ou seja, mais um indício de que as fabricantes, Apple incluída, têm um belo e florido campo a explorar quando o assunto é automação doméstica. E, embora a Maçã certamente esteja com a dianteira neste segmento em relação às rivais, não é hora de acomodar-se e pensar que as coisas já estão feitas: o HomeKit tem muito a evoluir, e a tecnologia ainda não pode ser considerada acessível à maioria das pessoas. É bom que fique, pois, aparentemente, donos de casas inteligentes = usuários de smartphones satisfeitos.

[via Cult of Mac]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes