FTC afirma que a Qualcomm tem, sim, um monopólio; Samsung e Intel também reclamam da empresa

Imagem de destaque

Depois de ser processada pela Federal Trade Commission (Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos) e pela Apple, a Qualcomm contra-atacou. Pouco tempo depois, porém, parou de receber os devidos royalties da Maçã até que tudo seja devidamente resolvido nos tribunais.

Agora, outro baque: a FTC reafirmou — no tribunal de San Jose, na Califórnia — a sua posição de que a Qualcomm detém, sim, um monopólio:

A Qualcomm usa o seu poder de monopólio para fazer [as fabricantes de celulares] pagarem royalties sobrecarregados — um imposto — ao comprarem chips de modem de seus concorrentes. A Qualcomm depois dificulta a vida desses concorrentes, lhes negando as licenças prometidas que deveriam ser acessíveis em termos FRAND durante uma negociação padrão. E a Qualcomm impediu os seus concorrentes de venderem para um cliente excepcionalmente importante, a Apple, por meia década usando contratos de exclusividade.

Além disso, Samsung e Intel se juntaram ao órgão americano no que se conhece como amicus curiae (ou amigos da corte). A sul-coreana disse que o caso tem que prosseguir e que já foi prejudicada pelas práticas da Qualcomm, que se negou a licenciar patentes em termos razoáveis. Já a Intel afirmou que a Qualcomm tem “impulsionado quase todos os seus concorrentes de chipset LTE premium para fora do mercado”.

As coisas não estão fáceis para a empresa de San Diego…

[via CNET]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes