Apple e Fundação Malala investem na educação de desenvolvedoras no Brasil

Se você tem acompanhado os noticiários recentes, certamente ouviu falar da visita de Malala Yousafzai ao Brasil. A vencedora do Nobel da Paz, que tornou-se um ícone da luta pelos direitos humanos e pela educação feminina em partes desfavorecidas do mundo, passou por São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro visitando projetos, realizando palestras e até comemorando seu aniversário de 21 anos.

Agora, sua fundação está anunciando uma iniciativa para levar o ensino de linguagem de programação para um grande número de mulheres ao redor do Brasil — tudo isso em parceria com ninguém menos que a Apple.

A empreitada envolverá as dez Apple Developer Academies espalhadas por universidades em nove cidades do Brasil e consistirá na criação de uma série de projetos, financiados pela Apple e implementados pela Fundação Malala, para estimular a capacitação de mulheres no mundo da linguagem de programação e a criação de aplicativos que tragam oportunidades para as estudantes.

Somando essa nova iniciativa com todas as outras realizadas pela Fundação ao redor do mundo, a ideia é dar a pelo menos 100 mil meninas e mulheres de vários países as ferramentas para que possam construir um futuro na área da tecnologia.

Para dar início aos trabalhos, Malala esteve hoje nos laboratórios da Apple Developer Academy instalada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), conversando com estudantes e explicando o papel dos desenvolvedores para o sucesso do programa. A ativista declarou:

Minha esperança é que cada garota, do Rio até Riad, possa ser livre para escolher o seu futuro. Não importa se ela queira ser uma desenvolvedora, uma piloto, uma dançarina ou uma política, a educação é o melhor caminho para um futuro brilhante. Com a ajuda da rede de estudantes de desenvolvimento de aplicativos da Apple, a Fundação Malala terá acesso a novas ferramentas para sustentar nossa missão de oferecer uma educação gratuita, livre e de qualidade. Os estudantes do programa Apple Developer Academy compartilham da minha paixão por melhorar o mundo ao nosso redor e eu estou ansiosa para ver suas ideias inovadoras ajudando garotas no Brasil e no mundo.

Malala na Apple Developer Academy no Brasil

Em entrevista a O Globo, Lisa Jackson — vice-presidente de iniciativas de meio ambiente, política e iniciativas sociais da Apple — afirmou que o Brasil é o país que está recebendo mais investimentos da Apple na área de educação, acrescentando que a criatividade é um dos principais atrativos da América Latina:

O Brasil tem hoje o maior programa. Embora haja crescimento rápido em outros países como a Indonésia, o Brasil é definitivamente o maior para a Apple. Nós valorizamos a criatividade do país e por isso estamos começando na América Latina. Nossa colaboração com a Fundação Malala é mais que o suporte financeiro; queremos ser capazes de permitir o crescimento dessa organização, com aumento de escala ao redor do mundo, e que a comunidade de desenvolvedores consiga oferecer oportunidades para a Fundação Malala e para as mulheres. O objetivo é que as pessoas trabalhem para mudar as políticas e permitir uma maior educação para as mulheres.

Tim Cook, por sua vez, comemorou as novidades no Twitter:

Nós compartilhamos a convicção de Malala de que garotas — não importa onde vivam — merecem ter acesso a educação segura e de qualidade. Estamos muito animados em apoiar a expansão da Fundação Malala para a América Latina. 🇧🇷

Fantástico, não?

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes