Serviço de vídeo da Apple deverá chegar a mais de 100 países; Steve Carell se junta a série da Maçã

Aos poucos, os detalhes sobre como a Apple deverá implementar o seu vindouro (e gigantesco) serviço de streaming vão tomando forma. Há algumas semanas, falamos aqui sobre a possível renovação do aplicativo TV, que ofereceria aos usuários de dispositivos da Maçã o seu catálogo de séries originais para exibição gratuita; hoje, o The Information chegou para complementar essas informações1.

A publicação corrobora a previsão de que o serviço de vídeos da Maçã chegará primeiramente aos Estados Unidos, em algum ponto do primeiro semestre de 2019; a novidade é que, segundo a reportagem, mais de 100 territórios também receberão a plataforma já nos meses seguintes — um feito considerável, considerando que esse tipo de empreitada envolve uma série de contratos complicados e negociações complexas com os órgãos de regulamentação de cada país.

Apple TV 4K

Outros detalhes são “confirmados” pelo The Information, como a suposição de que a Apple transmitirá suas séries gratuitamente para todos os usuários do aplicativo TV (ao menos inicialmente) e de que a Maçã pretende vender assinaturas para outras plataformas dentro do seu ambiente de streaming, reunindo todos os conteúdos a que o usuário possa querer ter acesso no mesmo lugar.

Essas negociações com grandes jogadores do mercado, como a Netflix, o Hulu e o Amazon Prime Video, estariam em curso — e, neste caso, deverão variar de país para país.

·   •   ·

Enquanto os planos da Maçã vão tomando forma, mais nomes de peso vão sendo adicionados às suas séries. Hoje, a Variety informou que o ator indicado ao Oscar Steve Carell se juntou à série ainda sem nome que será estrelada por Jennifer Aniston e Reese Witherspoon.

Steve Carell

A série da Maçã representa a volta de Carell às telinhas depois do papel que o consagrou — é a primeira participação regular do ator numa série desde Michael Scott, protagonista da versão americana de “The Office”.

Como já informamos, a série — que já tem duas temporadas confirmadas, com dez episódios cada — girará em torno da produção de um programa matinal, oferecendo uma visão por trás das câmeras “das pessoas que ajudam os EUA a acordar de manhã”. O personagem de Carell será um dos âncoras do programa fictício, que terá dificuldades para se ajustar no cenário cada vez mais volátil da mídia.

Mais informações sobre o lançamento da série — e da própria plataforma de streaming da Maçã — deverão surgir em breve. Como está a animação por aí?

via AppleInsider, MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes