Xiaomi Mi Mix 3 tem 10GB(!) de RAM, câmeras deslizantes e nenhum recorte

Difícil negar: nos últimos tempos, quem tem posto a mão na massa para trazer novidades (tanto as úteis e amplamente incorporadas quanto os experimentos falhos) ao mundo dos smartphones são as companhias chinesas. E ontem a Xiaomi apresentou ao mundo aquela que pode ser uma das melhores manifestações até o momento do desejo oriental por inovação — o Mi Mix 3.

Seguindo a tradição da linha Mi Mix de trazer tecnologias de ponta e telas com o mínimo de bordas, o novo dispositivo tem a maior proporção tela/corpo já vista num smartphone: 93,3%, feito conquistado com a redução quase total do “queixo” inferior e a eliminação do recorte na parte de cima. Ou seja, o bicho é basicamente todo tela — mais especificamente, um painel AMOLED de 6,3 polegadas e resolução FHD+ (2340×1080 pixels).

Xiaomi Mi Mix 3

Assim como a Vivo e a Oppo já fizeram, o Mi Mix 3 contorna a eliminação do recorte com um design deslizante que revela não uma, mas duas câmeras frontais — uma de 24 megapixels, outra de 2 megapixels que serve como um “sensor de profundidade”. A diferença é que, aqui, o mecanismo não é motorizado, e sim baseado em ímãs: o próprio usuário deve “puxar” a tela para baixo para revelar as lentes, numa experiência que a fabricante classifica como “relaxante”.

As câmeras traseiras, por sua vez, estão bem representadas com dois sensores de 12 megapixels (um com lente grande angular, outro com uma teleobjetiva; ambos com estabilização óptica), flash de dois tons e captura de vídeo em 4K a 60 quadros por segundo ou 1080p a 960qps. O software, é claro, se encarrega em aplicar todas as melhorias e efeitos que se tornaram basicamente obrigatórios, como o Modo Retrato e a otimização de fotos em baixa luminosidade.

Xiaomi Mi Mix 3

Outras especificações incluem um processador Snapdragon 845, bateria de 3.200mAh, suporte a carregamento rápido e recarga sem fio (com um carregador Qi incluso, aliás), entrada USB-C e leitor de digitais na traseira. Não temos aqui saída para fones de ouvido, mas ao menos a Xiaomi ainda incluiu um adaptador USB-C na caixa, ao contrário de certas concorrentes. As diferentes variantes do dispositivo trazem 128GB ou 256GB de armazenamento e 6GB, 8GB ou (acreditem) 10GB de RAM. Sim, num aparelho que cabe no seu bolso (ou não).

O Mi Mix 3 começará a ser vendido na China no dia 1º próximo, com uma expansão posterior para outros mercados. Ele estará disponível em três cores (Onyx Black, Jade Green e Sapphire Blue) e três versões: 128GB/6GB de RAM (¥3.300, ou cerca de R$1.800), 256GB/8GB de RAM (¥4.000, ~R$2.150) e a edição especial “Cidade Proibida”, com 256GB de armazenamento e 10GB de RAM (¥5.000, ~R$2.700).

Que tal?

via The Verge

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes