Qualcomm diz que Apple lhe deve US$7 bilhões em royalties

A longa novela que ainda se arrasta entre a Apple e a Qualcomm em tribunais ao redor do mundo acaba de ganhar um novo capítulo. Depois da mais recente derrota sofrida na Alemanha, a gigante dos microchips disse agora na semana passada, em audiência na Califórnia, que a Maçã estaria lhe devendo cerca de US$7 bilhões (aproximadamente R$26 bilhões) em pagamentos de royalties atrasados.

De acordo com a Reuters, a acusação foi feita numa corte federal de San Diego, onde a Apple manteve sua posição de não pagar os royalties à Qualcomm por considerar a cobrança indevida. O argumento da Maçã é de que a sua parceira/concorrente lucra duplamente: primeiro com a venda das peças em si que equipam os iPhones e, depois, com a cobrança dos tais royalties que a Apple precisa pagar (por meio das suas montadoras na China).

A disputa, a partir dessa acusação inicial, desdobrou-se em uma série de terrenos: a Qualcomm acusou a Apple de repassar segredos seus para a Intel, uma das suas maiores concorrentes, e chegou a solicitar o banimento da importação de iPhones para os Estados Unidos. A Maçã, por sua vez, contra-processou a gigante alegando abuso de influência e licenciamento superfaturado de patentes.

Aonde tudo isso vai parar, ninguém sabe. O que eu sei é que, se em algum momento nós vislumbramos uma possibilidade de a novela acabar, acredito que estávamos enganados — esse novelo ainda há de se desenrolar por muitos quilômetros até que encontremos algum resquício de solução.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes