Evento especial: Apple lança novo MacBook Air com tela Retina e Touch ID

Hoje, 30 de outubro, Tim Cook subiu ao palco da Howard Gilman Opera House na BAM de Nova York (no Brooklyn), para comandar mais um evento especial da Apple. E após uma bela recepção dos convidados — e um vídeo no qual a empresa declarou o seu amor a NY — Cook disse que, como a cidade abria uma das maiores comunidades de pessoas criativas do mundo, tal evento não poderia acontecer em outro lugar.

O primeiro anúncio do dia foi relacionado à linha Mac. Cook informou que, hoje, 51% dos compradores são novos na plataforma de computadores da Maçã — na China, são 76%! São milhões de novos usuários por trimestre os quais culminaram numa base instalada atual de 100 milhões. Em termos de satisfação de consumidores, o Mac é, de longe, o #1 em pesquisas variadas — muito disso também graças ao sistema operacional macOS.

Novo MacBook Air

O MacBook Air, em particular — mesmo “abandonado” — ainda é um dos Macs mais amados de todos. Ele mudou a indústria e influenciou todos os Macs desde que foi lançado. E exatamente por isso a Apple resolveu dar uma repaginada no produto. “O MacBook Air é o notebook mais amado da história, mas é hora de um novo.”

Novo MacBook Air dourado de cima com o teclado

Além de uma tela Retina, ela vem com molduras bem menores e mais de acordo com a linha de design atual da Maçã. Além da tela de alta resolução (4 milhões de pontos, 48% mais cores), temos também a chegada do Touch ID pela primeira vez em um Mac sem ser da linha Pro (vale notar que apenas o Touch ID, sem a Touch Bar), trackpad com uma área 20% maior, novos teclados (terceira geração do mecanismo borboleta) e chip de segurança T2 (presente no MacBook Pro e no iMac Pro e que é responsável pelo gerenciamento de força, processador de sinal de imagens, controlador de áudio e codificador de vídeo).

Tela Retina do novo MacBook Air

O novo notebook também traz grandes melhorias em seus alto-falantes, os quais são 25% mais altos e têm 2x mais graves, com uma experiência estéreo aprimorada. São 3 microfones ao todo na máquina, o que também beneficia a Siri. Na lateral esquerda, temos 2 portas Thunderbolt 3 (USB-C) que são compatíveis com uma infinidade de tecnologias (tudo usando e abusando de adaptadores, é claro). É possível, por exemplo, conectar o novo MacBook Air a um monitor externo de 5K.

Novo MacBook Air dourado de lado com suas portas Thunderbolt 3

O computador é equipado com a oitava geração de CPUs e GPUs da Intel, conta com até 16GB de RAM (2.133MHz) e SSD de até 1,5TB (até 60% mais rápido). A Apple continua prometendo uma bateria de “dia todo” no novo Air (o que representa 12h de navegação na web ou até 13h de reprodução no iTunes). Por conta do redesenho da máquina, ela ficou bem mais portátil, com 17% menos volume e bem mais fino (10% menos, com apenas 15,6mm na sua parte mais alta), pesando apenas 1,24kg.

Novo MacBook Air

A máquina também é bem amigável ao meio ambiente, com componentes reciclados. A estrutura dele é feita de alumínio, material que a Apple usa há muitos anos em seus Macs. Mas para o novo Air, ela criou uma nova liga que reaproveita perdas de alumínio mantendo as mesmas características de antes. Com isso, ela consegue reciclar 100% do alumínio usado na carcaça, o que é fenomenal — sim, temos aqui o primeiro Mac com uma carcaça 100% reciclada!

Disponibilidade

São três cores para o novo MacBook Air: prateada, cinza espacial e dourada; ele custa a partir de US$1.200 (com uma configuração de 8GB de RAM, Core i5 de 1,6GHz e 128GB de SSD) nos EUA e está disponível para compra a partir de hoje, começando a ser entregue para consumidores no dia 7 de novembro.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes