Imagem de destaque

Corel compra a empresa de virtualização Parallels [atualizado: é oficial]


Quem lê o MacMagazine certamente já ouviu falar da Parallels, empresa por trás de algumas das ferramentas de virtualização mais conhecidas do mundo — o Parallels Desktop, por exemplo, é um dos softwares preferidos pelos usuários de Mac para instalar uma máquina virtual Windows em seus computadores sem precisar recorrer à solução mais drástica do Boot Camp. Agora, a empresa está sendo adquirida por outra velha conhecida: a Corel.

O TechCrunch informou que a desenvolvedora canadense, responsável por softwares populares como o CorelDRAW, o WinZip e o WordPerfect, está comprando a Parallels num acordo de valores não especificados, mas que será concluído com uma transação totalmente em dinheiro.

Os empregados da Parallels foram informados da venda na terça-feira, mas o anúncio oficial da aquisição só será emitido quando os termos finais forem negociados entre as duas empresas — espera-se que tudo já esteja concluído em dezembro. Segundo informações colhidas pelo TechCrunch, a Corel planeja manter a Parallels e seus produtos como uma operação independente, sem influenciar diretamente no seu desenvolvimento ou marketing.

Não se sabe, exatamente, o motivo da aquisição ou o que levou ao acordo entre as duas empresas: aparentemente a Parallels estava em um momento delicado em relação a investidores e viu a oferta da Corel como uma forma de se recuperar de uma possível crise; a canadense, por sua vez, está comprando uma série de empresas menores nos últimos anos como uma tentativa de se reabilitar após uma década de poucos sucessos — o que pode ser considerado uma crise para uma empresa que, nos anos 1990, quis competir diretamente com a então suprema líder do mundo do software, a Microsoft.

Ficaremos atentos para informações sobre a aquisição e (possíveis) futuras mudanças no catálogo de produtos da Parallels.

Atualização, por Rafael Fischmann 20/12/2018 às 17:45

Levou algumas semanas, mas hoje a Corel oficializou a compra da Parallels — embora não tenha divulgado o valor pago por ela. A companhia garantiu que continuará investindo nos produtos da Parallels, incluindo o seu famoso virtualizador de sistemas operacionais para Mac.

De acordo com Patrick Nichols, CEO da Corel, as duas empresas “compartilham modelos de negócios e estratégias” e têm produtos “altamente complementares”.

via TechCrunch

Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.

Posts recomendados

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: