Apple remove mais de 700 aplicativos da App Store chinesa

Imagem de destaque


Dando continuidade à limpeza na App Store chinesa, a Maçã removeu cerca de 718 aplicativos da sua loja que não estavam de acordo com as diretrizes da companhia — alguns deles de empresas importantes, como a Sogou (mecanismo de busca alternativo ao Google no país).

De acordo com o The Telegraph, a Apple removeu esses aplicativos após desenvolvedores publicarem atualizações sem passar pelo sistema de verificação da empresa (que deve aprovar mudanças no changelog do software) para verificar se as atualizações são legítimas e livres de problemas. A notícia foi divulgada um dia após um desenvolvedor compartilhar “truques” aplicados na App Store, alguns (bem) mal-intencionados.

Essa questão não é específica da App Store chinesa; em 2017, a Maçã proibiu que desenvolvedores usassem SDKs1 que os permitiam alterar o código de aplicativos remotamente, sem precisar enviar uma nova compilação para a Apple.

Além do mecanismo de buscas Sogou, o aplicativo da plataforma de comércio compartilhada Pinduoduo (semelhante ao Groupon, no Brasil) também foi removido da loja da Maçã na China.

Como dissemos, esta não é a primeira vez que é feita um “limpa” nos apps para iOS: em julho passado diversos apps de VPN foram retirados da loja e, um mês depois, mais de 25 mil apps ilegais de jogatina foram banidos da App Store chinesa.

via AppleInsider

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: