App pode constatar quadro de anemia a partir de imagens da unha


Por vezes comentamos histórias que realmente valem a pena serem compartilhadas, ainda mais quando envolvem tempo e esforço em pesquisas que podem ajudar uma gama de pessoas.

Esse é o caso de um grupo de pesquisadores da Universidade Emory, em Atlanta (Estados Unidos), que desenvolveu um app multiplataforma o qual pode constatar quadro de anemia, doença caracterizada pela diminuição da quantidade de glóbulos vermelhos (ou hemoglobina) no sangue que afeta mais de 2 bilhões de pessoas no mundo.

Se você já está pensando em agulhas e no sangue em si, não se exalte: o app estima os níveis de hemoglobina a partir da análise de cor e metadados de imagens tiradas com o smartphone da unha de uma pessoa, ou seja, de forma não-invasiva, conforme divulgado pela Nature Communications.

Esquema de funcionamento do app leitor de anemia

A cor da unha é um bom indicador dos níveis de hemoglobina, já que ela não contem células da pele produtoras de melanina que podem impedir a leitura do software. Confira como tudo funciona no vídeo abaixo, realizado pelo desenvolvedor do app e engenheiro biomédico Rob Mannino.

Da mesma forma que o leitor de ECG do Apple Watch Series 4, é claro que o recurso não deverá ser usado para autodiagnóstico ou automedicação. No entanto, é algo que pode ser particularmente útil em algumas partes do mundo “onde a infraestrutura médica é precária, mas a base de smartphones é muito boa”, destacou o professor e pediatra associado do estudo Wilbur Lam.

Muitos dos meus colegas que trabalham em saúde global dizem que os telefones funcionam melhor em certas partes do Quênia do que em San Francisco. Isso porque as empresas de telefonia celular ultrapassaram os padrões de linha telefônica.

O estudo de quatro semanas envolveu 337 pessoas com diferentes condições sanguíneas, incluindo 72 indivíduos saudáveis. Os pesquisadores relataram que o app superou a avaliação médica dos níveis de hemoglobina no exame físico, embora ele não seja tão preciso quanto o exame de sangue, naturalmente. Ainda assim, eles constataram que o software é tão bom ou até melhor do que uma série de ferramentas de diagnóstico aprovadas pela FDA (Food and Drug Administration) dos EUA.

Quanto à disponibilidade, o documento de divulgação do app diz que tanto o software quanto o método utilizado ainda estão em fase de estudo. Porém, os pesquisadores trabalham com o Xcode — no Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) — para desenvolver a versão beta para iOS e Android, demonstrada no vídeo acima. De acordo com o G1, o app deverá ser disponibilizado para o público até o fim do primeiro semestre de 2019.

Parabéns aos envolvidos! 👏🏼

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: