Apple pode comprar direitos para adaptar violenta série israelense


Muito já se falou sobre a política da Apple em relação às suas futuras produções originais, que basicamente desaprova a exibição de conteúdos considerados adultos nelas — ou seja, cenas de sexo ou violência, por exemplo, não são recomendadas nas séries e filmes da Maçã, que quer construir um catálogo de produções “para toda a família”.

Bom, é possível que essa determinação esteja se afrouxando: como informou a CNBC, a Maçã está em negociações para adquirir os direitos de adaptação da série israelense “Nevelot” (traduzida livremente como “Bastardos”), uma obra altamente violenta que conta a história de dois veteranos do exército que saem numa matança de jovens porque “acreditam que as crianças de hoje não entendem os sacrifícios da geração deles”. Uau, pesado.

"Nevelot"

“Nevelot”

A adaptação seria estrelada pelo ator Richard Gere (“Uma Linda Mulher”) e criada/escrita por Howard Gordon (“Homeland”) e Warren Leight (“Law and Order: SVU”). Aparentemente, a Apple está numa espécie de leilão com outras redes americanas, como a Amazon, a Showtime e a FX, para os direitos da série; como disse a CNBC, o interesse da Maçã é moldar na produção a sua própria “Breaking Bad” — isto é, uma série essencialmente adulta, com fortes doses de violência e drama psicológico.

Obviamente, a ideia ainda é longínqua — se a Apple realmente conseguir os direitos, ainda terá de se organizar em torno da produção para começar a filmá-la num futuro não muito próximo, o que indica um lançamento distante. Ainda assim, a ideia é animadora.

Toby Kebbell

Em outras notícias relacionadas ao “Apple Studios”, temos mais uma adição ao elenco da série ainda sem nome capitaneada por M. Night Shyamalan. Falo de Toby Kebbell, conhecido por seus papéis em “Kong: A Ilha da Caveira” e a versão mais recente de “Quarteto Fantástico”.

Toby Kebbell

Como informou a Deadline, Kebbell se junta ao recém-anunciado Rupert Grint e às atrizes Lauren Ambrose e Nell Tiger. O ator será um dos protagonistas da série, que focará em um jovem casal que contrata uma babá para cuidar de sua filha recém nascida; Shyamalan será produtor executivo e dirigirá o primeiro episódio, enquanto Tony Basgallop atuará como roteirista e showrunner da produção.

“Friends”

Por fim, uma informação interessante: a Apple teria tentado tirar “Friends” da Netflix para disponibilizar a lendária série no seu próprio serviço de streaming a partir do ano que vem.

Friends

De acordo com o Recode, a WarnerMedia, dona da série, tem planos de eventualmente colocar a produção no seu futuro serviço de streaming próprio; como ainda não há sinais do início do projeto ou se ele irá prosperar, o grupo fez um leilão para os direitos de exibição da série em 2019.

A Netflix, que atualmente detém os direitos, acabou saindo vencedora, mas teve que enfrentar uma concorrência forte da Apple e da Hulu. O preço final pago foi de US$100 milhões apenas para 2019, um salto significativo em relação aos US$30 milhões pagos em 2018 — porém muito satisfatoriamente pago pela gigante do streaming, que tem em “Friends” uma das suas séries mais assistidas.

A notícia é interessante porque é o primeiro indicativo de que a Apple pode estar interessada também em conteúdos não-originais para a sua vindoura plataforma. De fato, faz sentido: nada melhor do que atrair os espectadores às séries desconhecidas do que outras já familiares, certo?

Veremos o que sairá dessa história toda…

via MacRumors, AppleInsider, Cult of Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: