Ex-chefão das Apple Stores fala sobre papel de Steve Jobs na criação das lojas


iMac G3, iPod, Mac OS X e iPhone são quatro dos produtos frequentemente citados como alguns dos principais motores para a ressurreição da Apple na primeira década do século. Um outro “produto”, entretanto, também precisa entrar nessa relação: as Apple Stores.

Hoje liderados por Angela Ahrendts (e Jony Ive, de certa forma), os espaços de varejo da Maçã passaram por uma grande transformação ao longo dos últimos anos, mas já eram uma proposta revolucionária para o segmento desde a abertura da primeira loja — (Apple Tysons Corner, em McLean, Virginia) em 2001. À época, os dois principais nomes no desenvolvimento do projeto foram Steve Jobs e Ron Johnson, então vice-presidente sênior de varejo da Maçã.

Recentemente, Johnson participou de um episódio do podcast Without Fail falando sobre o período de criação do conceito das lojas da empresa, destacando o papel de Jobs no projeto e notando como as frequentes discordâncias entre ele e o CEO foram o principal motivo para o sucesso das Apple Stores.

Johnson afirmou que a oportunidade de trabalhar com Jobs foi um “presente”, classificando sua criticidade e intuição como inigualáveis:

A habilidade dele de criticar incisivamente um esforço criativo era incomparável. E a intuição dele, o entendimento de como os consumidores iriam responder às coisas eram inigualáveis. Foi um presente para mim trabalhar com ele porque você está sempre em um negócio quando você está inventando coisas, então você precisa equilibrar o sonho e a necessidade. Para a maioria das pessoas, a necessidade se sobrepõe na tomada de decisões e aí você não tem um sonho.

O executivo relembrou o período de protótipo da Apple Store, quando os responsáveis pelo projeto alugaram um galpão em Cupertino e foram experimentando dezenas de modelos de loja, fazendo mudanças drásticas ou minúsculas a todo instante. Jobs visitava o galpão toda semana, analisando minuciosamente cada detalhe.

A gente trabalhava uma semana no design da loja e ele ficava totalmente diferente. E Jobs literalmente estacionava o carro dele, andava pela frente ou parava para olhar os 600 metros quadrados. Sabe, ele andava com a mão no queixo e dizia “eu gosto disso, eu não gosto daquilo”. Ele percebia todas as mudanças imediatamente.

A atenção do CEO aos detalhes era tão obsessiva que ele percebeu imediatamente quando, em uma determinada semana, a equipe de desenvolvimento do projeto mudou as mesas de 91cm de altura para modelos idênticos 5cm mais baixos — segundo Jobs, a versão anterior era mais apropriada.

Apple Tysons Corner, primeira loja da Apple

Apple Tysons Corner

As coisas não fluíram sempre na mais perfeita harmonia: a cinco meses da inauguração em Virginia, Jobs estava satisfeito com o projeto e pronto para aprovar sua aplicação na primeira loja. Em uma determinada noite, Johnson ligou para o CEO e afirmou que ia reconstruir todo o protótipo em busca de novas ideias, sendo recebido com uma reação pouco amigável de Jobs: “Nós finalmente temos algo que eu quero construir e você quer destruir tudo?”, disse o inventor.

Tal qual não foi a surpresa de Johnson ao perceber, no dia seguinte, que Jobs tinha concordado com a mudança. Como afirmou o executivo:

Ele me ligou naquela noite e disse “Ron, você me lembrou de uma lição importante. Tudo de grande que eu fiz eu tive a coragem de, em algum ponto do processo, parar, recomeçar e repensar. Eu estou orgulhoso de você por desafiar nosso conceito da loja”.

O resto é história: as lojas da Apple foram um sucesso retumbante, consideradas responsáveis por transformar a imagem fria e chata das lojas de computadores dos anos 1990 em locais acolhedores, divertidos e disputados. Johnson deixou a Maçã em 2007 para se tornar CEO das lojas de departamento JCPenney; agora, ele lidera uma startup de comércio eletrônico chamada Enjoy.

Parece que as coisas deram certo para todo mundo, não é mesmo?

via AppleInsider

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: