Imagem de destaque

Governo brasileiro fez 407 solicitações à Apple no 1° semestre, envolvendo 2.324 dispositivos

A cada semestre, a Apple lança um novo relatório de transparência detalhando pedidos de governos do mundo todo relativos a dados de usuários, acesso a contas do iCloud e aparelhos. Tradicionalmente, esse relatório é divulgado por meio de um documento PDF estático mas, agora, a Maçã resolveu melhorar as coisas: no relatório mais recente, referente ao primeiro semestre (de janeiro a junho) de 2018, ela lançou uma página especial interativa no seu site onde os dados podem ser acessados ou filtrados com muito mais facilidade.

Na página, usuários podem checar as informações separadas por país, além de filtrar os dados apenas do levantamento mais recente ou levar em conta pedidos anteriores. É possível, ainda, baixar uma amostra bruta dos dados em formato CSV — muito útil para pesquisadores e acadêmicos que queiram dar uma olhada mais profunda nas requisições e nas suas tendências geográficas ou temporais. O tradicional documento em PDF também está disponível, para quem preferir.

Analisando os dados em si do relatório mais recente, é notório o crescimento dos pedidos de governos do mundo todo por dados de usuários, dispositivos e contas do iCloud. Entre janeiro e junho deste ano, a Apple recebeu 32.342 pedidos do tipo, em solicitações que envolveram acesso a 163.823 dispositivos no total — um salto de 9% em relação ao segundo semestre de 2017.

A campeã de pedidos no período foi a Alemanha, que emitiu 13.704 solicitações referentes a 26.160 dispositivos – a maioria delas referente a investigações de aparelhos roubados. Em segundo lugar na lista estão os Estados Unidos, com 4.570 pedidos para 14.911 dispositivos.

Em relação aos pedidos relacionados a contas do iCloud, tivemos 4.177 solicitações do tipo no mundo, um salto de 25% em relação a último período. A Apple atribui a tendência a uma investigação gigantesca de fraude que está acontecendo na China — aparentemente, Pequim tem feito um número muito maior de pedidos de acesso a contas do iCloud para obter dados e provas sobre o assunto.

Já falando sobre pedidos relativos à segurança nacional dos EUA, a empresa diz ter recebido entre 0 e 499 solicitações — nesse tipo de dado, a Apple não pode divulgar números exatos por questões de segurança. Foram entre 1.000 e 1.499 contas afetadas pelos pedidos.

Na página que se concentra nos dados referentes ao Brasil, podemos ver que os órgãos da nossa querida república fizeram 407 solicitações envolvendo 2.324 dispositivos; 85% dos pedidos foram cumpridos pela Apple. O governo brasileiro também pediu acesso a 2 identificadores financeiros e 980 contas do iCloud, além de 3 pedidos de emergência — dos quais apenas 2 foram atendidos.

via TechCrunch

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes