Os 5 grandes acertos da Apple em 2018

Definitivamente, 2018 não foi um dos melhores anos da Apple. Financeiramente falando, a empresa está vivenciando uma queda vertiginosa nas suas ações (e, consequentemente, em seu valor de mercado); e isso, direta ou indiretamente, sem dúvida está relacionado a algumas escolhas que aconteceram em 2018.

Ainda que não tenha sido um ano maravilhoso, podemos afirmar que vimos sucessos, melhorias aguardadas — mas que são sempre muito bem-vindas — e até mesmo coisas inesperadas sendo apresentadas por Tim Cook e companhia. Vamos dar uma olhada no que aconteceu de melhor no mundo Apple em 2018?

Apple Pencil de 2ª geração

É inegável que o Apple Pencil de primeira geração cumpria muito bem o seu objetivo de ser uma ferramenta precisa e indispensável para criadores — tanto é que, basicamente, nada nesse sentido mudou no lápis de segunda geração.

Apple Pencil de 1ª geração

Ainda assim, a empresa errou feio ao exigir que usuários retirassem a tampa da parte superior do Apple Pencil e o espetassem no conector Lightning dos iPads Pro para que o acessório fosse devidamente sincronizado e recarregado. Foi uma escolha para lá de infeliz, sejamos sinceros.

iPad Pro deitado com o Apple Pencil anexado magneticamente a ele

Na segunda geração, além de poder interagir com o lápis com leves toques na superfície dele, basta você o colocar na parte superior central do iPad Pro de 11″ ou de 12,9″ (terceira geração) para que o acessório se conecte ao tablet e se encha de energia novamente; de quebra, você ainda ganha uma forma bem simples e fácil de transportar o Pencil e o iPad. Ponto para a Apple!

ECG no Apple Watch

O relógio da Apple nasceu cercado de desconfiança e incertezas. Aos poucos, ao longo dessa jornada, ele foi se descobrindo e trilhando um caminho de sucesso no segmento fitness e de saúde.

Enquanto muita gente aguardava um Apple Watch com algo tipo de monitoramento de glicose (algo que, mais cedo ou mais tarde, há de chegar), a Maçã foi lá e implementou, pela primeira vez em um acessório que fica no seu pulso, um ECG completo — que não deixa nada a desejar, capaz de salvar vidas até mesmo no seu primeiro dia de uso.

Eu não tenho dúvidas do quão brilhante será o futuro do Watch e o ECG representa bem esse compromisso da Apple com um segmento deveras importante!

Lembrando que, por enquanto, por questões regulamentares, o ECG funciona apenas em Apple Watches comprados nos Estados Unidos. É chato, mas compreensível.

MacBook Air com Touch ID

Quando o MacBook Pro com Touch Bar foi lançado, muitos se perguntaram (e continuam se perguntando) qual seria a real utilidade de uma barra sensível ao toque ali em cima do teclado; ninguém, contudo, questionou a utilidade de ter um Touch ID pela primeira vez integrado a um Mac.

Novo MacBook Air dourado de cima com o teclado

No MacBook Air 2018, eu diria que a Apple fez o que muitos usuários aguardavam: pegou o melhor — para muita gente, talvez, o único componente relevante — da Touch Bar e colocou no seu portátil mais amado e desejado. O resultado não poderia ser outro além de uma máquina elegante e funcional — que, em muitos pontos, supera o MacBook Pro de entrada sem Touch Bar.

Mac mini, o retorno

Quem diria que aquele desktop de entrada da Apple, que ficou mais de quatro anos sem receber uma única atualização, seria transformado pela empresa?

Novo Mac mini de frente meio de cima

Quem olha de fora e vê apenas a mudança da cor prateada para a cinza espacial não consegue enxergar a beleza desse pequeno notável que, arrisco dizer, virou um computador capaz de fazer os olhos de muitos profissionais brilharem por aí.

Eu não vou entrar no mérito do preço — isso fica para um outro artigo —, mas é fato que poder colocar um chip Intel Core i7 de oitava geração, 64GB de RAM1 e um SSD2 de até 2TB faz desse aparelho uma bela opção para muita gente que antes nem cogitava utilizar o mini.

iOS 12

O que o iOS 11 recebeu de crítica, com seu desempenho decepcionante principalmente em aparelhos mais antigos, o iOS 12 recebeu de elogios.

iOS 12

De forma até surpreendente, a décima segunda versão do sistema operacional móvel da Apple chegou para dar uma nova vida a aparelhos que até então estavam renegados à gaveta. Acompanhamos diversos relatos de leitores que viram seus iPhones 5s, 6 e 6s ganharem um novo fôlego com a atualização que, é verdade, não trouxe muitas novidades relacionadas a aplicativos e recursos, mas que fez muito bem o trabalho de deixar o iOS mais rápido, agradável e confiável.

·   •   ·

Obviamente, estamos falando aqui de um artigo bastante opinativo; e você, colocaria algum outro lançamento da Apple de 2018 nesta lista? 😊

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes