Apple modernizará lojas na Flórida; construção em Melbourne é adiada

Neste ano, a Apple abriu (e fechou) lojas por todo o mundo. Em 2019, o ritmo da Maçã não deverá ser diferente à medida que a companhia busca modernizar suas lojas em diversos países e regiões, conforme comentamos nos últimos meses.

Flórida

O processo de restauração das lojas da Maçã continuará a todo vapor nos Estados Unidos. Na Flórida, mais especificamente, a companhia substituirá ou reformará pelo menos quatro de suas flagships em 2019.

De acordo com a gigante de Cupertino, a Apple Altamonte fechará no dia 13 de janeiro para uma “reforma extensiva” que deverá durar pelo menos seis meses. A loja, inaugurada em meados de 2008, ainda ostenta o antigo design das Apple Stores, com uma mistura entre aço inoxidável e madeira.

Em outra região da Flórida, as reformas já estão em andamento na Apple Waterside Shops desde setembro passado. Apesar de as construções já estarem ocorrendo há mais de três meses, não é esperado que ela seja reinaugurada nos próximos meses.

Construções da Apple Aventura Mall

Construções da Apple Aventura Mall, na Flórida.

No Aventura Mall (shopping de Aventura, subúrbio ao norte de Miami), a Apple está construindo uma nova loja “arquitetonicamente exclusiva”, como divulgado recentemente pelo The Next Miami. De acordo com informações verificadas pelo 9to5Mac, a nova Apple Store no centro de compras de Aventura será a maior loja da Maçã na Flórida.

Render da Apple Dadeland

Render da Apple Dadeland, em Miami.

Enquanto isso, em Miami, a Apple Dadeland ainda tem tempo para juntar todas as trouxas antes de se mudar. De acordo com o South Florida Business Journal, o Dadeland Mall irá expandir seu espaço para novos restaurantes e uma Apple Store ainda maior; segundo o Relatório de Atividades de Desenvolvimento do complexo, o projeto deverá estar finalizado até 2020 — até lá, a Maçã deverá ocupar uma loja temporária do centro de compras.

Atualmente, a Apple possui 18 lojas na Flórida; dessas, apenas a Apple The Gardens Mall, a Apple St. Johns Town Center, a Apple Brickell City Centre e a récem-inaugurada Apple Boca Raton oferecem o novo design das lojas da companhia.

Califórnia e Washington

Do outro lado dos EUA, a Maçã reinaugurou duas lojas que foram reformadas nos últimos meses, a Apple Third Street Promenade, em Santa Mônica (Califórnia), e a Apple Alderwood, em Lynnwood (Washington).

Apple Third Street Promenade

Inauguração da Apple Third Street Promenade, em Santa Mônica.

Para a unidade californiana, a Maçã construiu um fórum e instalou uma das maiores telas (Video Wall) de todas as lojas nos EUA. A Apple Third Street Promenade ganhou, ainda, novos painéis com displays duplos para exibir o preços dos dispositivos, substituindo as tabelas de folhas usadas anteriormente. Além do fórum, a loja conta agora com uma sala de reuniões privada e arborização interna.

Quanto à Apple Alderwood, seu design seguiu o estilo mais simples da nova arquitetura das lojas da Maçã. Apesar de não possuir arborização interna, como a Apple Third Street Promenade, o local abandonou a fachada de aço inoxidável e adotou o vidro, paredes de bloco de pedra e teto de madeira que dão uma sensação de conforto à loja.

Geórgia

Além das construções e inaugurações supracitadas, a Maçã está planejando, ainda, reformar (e mudar) a Apple Lenox Square, em Atlanta. O novo espaço contará com mais de um andar e substituirá a atual loja de piso único da companhia dentro do centro de compras, inaugurada em 2002.

Render da Apple Lenox Square

Render da Apple Lenox Square, em Atlanta.

Embora as informações da reforma ainda não estejam claras, um relatório supostamente exibido pela Maçã revela elementos de design que batem com a nova arquitetura das Apple Stores (implicando ainda mais na expansão da flagship de Atlanta), como divulgou o Atlanta Business Chronicle.

Além disso, a imagem mostra detalhes do design da loja que se assemelham às características da Apple Alderwood. No entanto, essa é a primeira vez que a Maçã arquiteta uma loja “mais simples” com dois andares; ao dobrar a altura da loja, a companhia deverá criar um espaço aberto que conecta ao exterior do shopping (como um terraço).

Ademais, tudo indica que a Apple está pronta para reconstruir completamente a fachada do shopping com seis painéis de vidro sombreados por um telhado de tábuas de madeira. A loja deverá possuir também mais de uma segunda entrada, que poderá ser planejada para acessá-la pelo interior do shopping. A empresa local Schroeder Architects está liderando o projeto.

Melbourne

O imbróglio da construção da nova Apple Store em Melbourne (Austrália) ganhou mais um episódio recentemente, dessa vez com um desfecho ruim para a Apple. De acordo com informações divulgadas pelo The Age, os planos para construção da flagship foram adiados por um ano após dois ministros que gerenciavam os acordos com a Apple serem afastados do projeto.

Dessa forma, o trabalho (que estava programado para começar no início de 2019) não irá iniciar-se até 2020, com a eventual inauguração ocorrendo apenas em 2021. O primeiro-ministro de Victoria, Daniel Andrews, contou ao The Age que o adiamento do início das construções não atrapalhará a implementação da nova loja da Maçã na Federation Square.

Minha posição sempre foi: “Queremos realmente que isso [a Apple Store] vá para Sydney e leve todos os empregos e todas as oportunidades que surgem disso?” Isso não é o que eu quero.

Além da receita extra que uma Apple Store traria, a proposta de “revitalização da Federation Square” criaria mais de 500 metros quadrados de novo espaço público, entre outras melhorias. Contudo, o projeto envolvia a demolição do prédio Yarra, um centro de cultura e arte destinado a eventos públicos — um dos motivos pelos quais a Maçã enfrentou muitas dificuldades de construir no local.

via 9to5Mac: 1, 2; Cult of Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes