Huawei penaliza funcionários por tweet via iPhone


Usuários mais antigos do Twitter devem se lembrar que, por alguns anos, a plataforma parou de exibir informações acerca de qual dispositivo um tweet era publicado. Esse recurso (que já foi responsável por expor diversas gafes mundo afora), porém, foi reimplantado na rede social no fim do ano passado — pegando até mesmo a Apple “de surpresa”.

Mas antes, vamos a um outro caso mais emblemático.

Huawei

Mais recentemente, a Huawei foi alvo dos internautas após publicar, no seu perfil oficial do Twitter, uma mensagem de Ano Novo enviada por um iPhone. Como era de se esperar, logo após a equipe da companhia ter percebido o “erro”, a publicação foi apagada — mas o que cai na rede nunca é esquecido.

Essa foi rápida.

Esse caso poderia ter acabado em brincadeira se não fosse a briga entre a Huawei e autoridades americanas, que prenderam a CFO1 e filha do CEO2 da empresa chinesa, Meng Wanzhou, no início do mês passado.

Como comentamos, após a prisão de Wanzhou e o risco de extradição para os EUA, a Huawei e outras companhias decidiram boicotar a Apple — justamente por ser uma empresa americana ícone. Em meio a tantos ânimos exaltados, obviamente o deslize do tweet de Ano Novo não seria perdoado pela gigante chinesa.

A Reuters obteve acesso a um memorando de Chen Lifang (vice-presidente da Huawei), o qual contou que o ocorrido “causou danos à marca Huawei”. Ainda segundo o VP, o tweet foi enviado por um assessor terceirizado que, no momento da publicação, teve “problemas de VPN3” (já que o Twitter é bloqueado na China) com um computador de mesa e decidiu usar um iPhone com um cartão SIM em roaming para enviar a mensagem de Ano Novo a tempo.

Ainda que o erro não tenha sido cometido diretamente por um empregado da Huawei, a companhia rebaixou a posição de dois funcionários — um deles diretor de marketing digital da empresa — e reduziu seus salários em cerca de US$730, como divulgou a Bloomberg.

Apple

Como dissemos, nem mesmo a gigante de Cupertino ficou de fora desse mundo de gafes exposto pelo Twitter. Em novembro passado, a conta do Apple Music respondeu um tweet da cantora Ariana Grande sobre seu álbum “Christmas & Chill” através de um dispositivo Android.

Nunca pensei que veria o dia 🧐

Por um lado, até que erro não é tão grave assim considerando que o Apple Music em si também está disponível para dispositivos Android — porém, isso não deixa de ser uma propaganda para companhias rivais. Além disso, fica a indagação do porquê de não terem usado um aparelho iOS, mesmo que só para realizar a publicação.

Diferentemente da Huawei, a Maçã não apagou o tweet (que inclusive já foi favoritado por mais de 3 mil pessoas e compartilhado mais de 33 mil vezes).

Samsung

Enquanto os casos de propaganda cruzada envolvendo Apple e Huawei podem ser contados nos dedos de uma mão, a Samsung não pode dizer a mesma coisa. No caso mais recente, a empresa sul-coreana usou um dispositivo da Maçã para publicar uma mensagem, a partir da sua conta nigeriana, promovendo o display do Galaxy Note9 (o flagship lançado pela companhia no ano passado).

Acho que já posso adicionar “vigia do Twitter” à minha biografia, a essa altura 🤦‍♂️

O resultado? Não só a publicação foi excluída, como a conta @samsungmobileng foi apagada temporariamente, sendo reativada alguns dias depois.

É só uma questão de tempo até o próximo caso pintar por aí…

via 9to5Google, 9to5Mac

Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.

Posts recomendados

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: