Apple teria cortado em 10% a produção dos iPhones


Como se não bastassem os relatos da redução na fabricação de iPhones no fim do ano passado, o Nikkei informou hoje que a empresa teria cortado agora a produção dos novos gadgets em até 10%. E tem mais: isso seria válido para todo o primeiro trimestre de 2019.

De acordo com o relatório, a Apple teria notificado suas fornecedoras da redução de pedidos dos iPhones XS, XS Max e XR no fim do mês passado. Embora o corte na produção de cada modelo não tenha sido divulgado, um funcionário da companhia disse que esse número é uma média e que a redução dependerá de qual modelo as fabricantes estão produzindo.

Nesse sentido, a projeção é que a produção de iPhones fique em torno de 40 a 43 milhões de unidades para o trimestre vigente, abaixo dos 48 milhões de dispositivos previstos anteriormente. Realmente, esse é um cenário preocupante para a Maçã, no qual a Counterpoint Research já registrou uma queda de 20% nas vendas.

Culpa da China?

Sabemos que a venda de iPhones não baterá recordes no primeiro trimestre fiscal de 2019 da Apple, principalmente após a divulgação da carta de revisão das receitas. Nessa publicação e em uma entrevista dada à CNBC, o CEO1 da companhia, Tim Cook, atribuiu a queda à China — em parte, à guerra comercial entre o país e os Estados Unidos, apesar de defender que o iPhone XR tem sido um sucesso desde o dia do seu lançamento por lá.

No entanto, o secretário de comércio dos EUA, Wilbur Ross, também foi entrevistado pela CNBC e contou que as atuais dificuldades da Apple “não têm nada a ver com as tensões comerciais na China”.

@SecretaryRoss sobre alerta da $AAPL: “Não acho que os lucros da Apple tenham tido algo a ver com as atuais negociações comerciais”.

Ross admitiu que as tarifas e negociações comerciais impactaram negativamente a economia chinesa, mas lembrou que, apesar da possibilidade, os produtos da Maçã não foram tarifados durante as sanções dos EUA contra a China e que, por isso, ele não acredita que exista uma correlação entre a baixa venda de iPhones chineses e a guerra comercial.

Os comentários do secretário seguem a linha de pensamento defendida pelo presidente americano, Donald Trump, que defendeu na semana passada a ideia de que empresa “irá ficar bem” e que a $AAPL se valorizou bastante sob o seu governo.

via 9to5Mac, AppleInsider

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: