Donos de MacBooks Pro relatam problema com retroiluminação da tela; culpa está no cabo flex

Imagem de destaque

Ano novo, problemas novos: alguns usuários estão relatando problemas nos seus MacBooks Pro, e a iFixit afirma que as falhas não são facilmente solucionáveis por conta de uma decisão de design questionável da Apple. Soa familiar?

Mais precisamente, os problemas relatados estão nas telas de alguns modelos de MacBook Pro Retina, especialmente aqueles com Touch Bars. Quando a tampa dos computadores é aberta, a retroiluminação dos painéis se apresenta de forma irregular, criando um efeito na parte de baixo das telas semelhante ao de uma fileira de luzes de palco.

E não para por aí: a aparição dessa falha, segundo alguns dos usuários que relataram o problema, é apenas o prenúncio de uma falha completa da retroiluminação quando a tampa é aberta além de um certo ângulo — nesse caso, a tela só volta ao normal desligando a máquina e fechando a sua tampa por um tempo.

Ocorrências do tipo já foram registradas nos fóruns de suporte da Apple, e a petição de um “guru de reparos” da Maçã, Louis Rossman, já arrecadou quase 3 mil assinaturas. A Apple, entretanto, ainda não se pronunciou sobre o caso.

O vídeo abaixo mostra o problema:

Quem já se pronunciou, por outro lado, foi a iFixit — a firma descobriu a causa do problema, e ela tem a ver com uma falha de design da Apple. Basicamente, a questão toda mora no cabo flex que conecta os painéis dos MacBooks Pro aos seus controladores na placa lógica: os cabos, do tipo fita, se dobram por cima da placa e são presos por duas tampas movidas por molas; dessa forma, cada abertura ou fechamento da tampa do MacBook Pro causa um pequeno desgaste no componente. Com o tempo, o desgaste vai se acumulando e causa o rompimento de alguma conexão interna — geralmente, como aponta a iFixit, a conexão da retroiluminação é a primeira a partir.

Cabos de conexão do painel à placa lógica no MacBook Pro

Cabos de conexão do painel à placa lógica no MacBook Pro

O problema já começa daí: em um mundo onde criar dispositivos cada vez mais finos não fosse uma obsessão, a Apple poderia, em vez dos cabos do tipo fita, ter usado fios normais, mais resistentes, que se enrolariam por volta da placa e sofreriam muito menos desgaste. Mas esse não é o principal problema — a substituição do cabo fita por si só custaria cerca de US$6, segundo a iFixit… se ele não estivesse soldado à tela do MacBook Pro.

O que isso significa? Que em vez de pagar US$6 pela troca do cabo, o usuário precisa pagar US$600 pela troca de todo o painel do seu computador.

A solução, por ora, é esperar que a Apple se pronuncie sobre o #flexgate (como o caso tem sido citado) e crie um programa de trocas, como já fez com outros problemas recentes. No momento, os usuários afetados terão de se acostumar (temporariamente, ao menos) com o problema em seus computadores de mil dólares ou mais — e continuar pressionando para que a Maçã tome uma atitude.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes