Novo app TV com assinaturas poderá chegar em abril; Apple fecha mais contratos de conteúdo

Aos poucos, a estratégia da Apple em relação ao seu vindouro serviço de streaming de séries/filmes vai ficando mais clara. Nós já sabemos (ou supomos) que parte desses planos incluem a renovação do app TV, que, além do conteúdo original da Maçã, oferecerá ao usuário a possibilidade de assinar serviços de terceiros — como o Hulu (nos Estados Unidos) ou o HBO GO (no Brasil) — e reunir todo o conteúdo a que tem acesso em um só lugar; hoje, o The Information chegou com mais informações1 em relação a isso.


Ícone do app Apple TV

Apple TV

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.3.3 (1.1 MB)
Requer o iOS 10.2 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Segundo a reportagem, a estreia do “novo” app TV, já com a possibilidade de assinatura dos serviços de terceiros, estreará em abril próximo. Fontes próximas do assunto afirmaram que a Maçã já entrou em contato com as empresas de entretenimento que oferecerão seus serviços pelo aplicativo, solicitando-as que “estejam prontas” para o início da plataforma em meados de abril — só não se sabe ainda de quais empresas de entretenimento estamos falando.

Como a Bloomberg já tinha notado em maio passado, esse processo permitirá apenas a assinatura dos serviços pelo app TV, mas o processo de assistir ao conteúdo de plataformas de terceiros em si ainda levará os usuários aos respectivos apps — a Apple, entretanto, poderá mudar isso no futuro caso consiga acordos com as parceiras que a permitam transmitir as séries e os filmes das empresas em sua própria infraestrutura de streaming.

O planejamento para abril faz sentido: rumores recentes sugerem que a Apple fará um evento especial focado em mídia em março próximo, finalmente anunciando — entre outras coisas — a estreia do seu serviço de streaming que, ao que tudo indica, também viverá dentro do app TV. Se a Maçã conseguir marcar a estreia de tudo (streaming próprio e assinatura de serviços externos) para abril, terá um potencial sucesso nas mãos.

Imagine Documentaries

Enquanto as maquinações para a estreia do “Apple Video” vão se concretizando, a Maçã vai fechando mais contratos para expandir o catálogo do serviço o mais rápido possível. Recentemente, a Variety informou que a empresa chegou a um acordo com a produtora Imagine Documentaries, do cineasta Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”) e do produtor Brian Grazer, para a exibição de séries e programas documentais.

Ron Howard e Brian Grazer, da Imagine Documentaries

A Imagine foi responsável por algumas das produções não-ficcionais mais celebradas dos últimos anos, como o concerto-documentário “The Beatles: Eight Days A Week – The Touring Years”, dirigido pelo próprio Howard, e “Jay-Z: Made in America”. O acordo sugere que, além das séries e dos filmes “tradicionais” e do conteúdo infantil, a Apple está visando também um catálogo forte de programas baseados na realidade para trazer prestígio ao seu lado da cerca do mundo do streaming.

O acordo entre a Maçã e a Imagine não necessariamente obriga a Apple a adquirir o conteúdo produzido pela companhia, mas dá à gigante de Cupertino uma opção de compra prioritária para os filmes e séries lançados por Howard e Grazer. Ou seja, agora as chances de vermos um catálogo ainda maior de produções não-ficcionais no vindouro serviço da empresa são ainda mais fortes.

“Hala”

Além disso, a Apple está ativa e com a carteira aberta no Festival de Sundance, o maior festival de cinema independente do mundo que está acontecendo neste momento em Park City, Utah (EUA): a primeira compra da Maçã por lá em 2019, como informou a Variety, foi a do filme “Hala”.

"Hala", filme adquirido pela Apple

A produção, dirigida por Minhal Balg e produzida pela atriz Jada Pinkett Smith, conta a história de amadurecimento de uma jovem muçulmana de 17 anos nos EUA enquanto ela tem que lidar com suas paixões por skate e poesia, e com os sentimentos por um garoto enquanto seu pai quer que ela entre num casamento arranjado nos moldes árabes.

Não se sabe o valor pago pela Apple pelos direitos do filme, mas a Maçã tem, agora, os direitos de distribuição global da produção — ou seja, onde você estiver, é bem possível que possa assistir ao filme quando ele estrear na plataforma de streaming da empresa.

Gisele Bündchen

Por fim, uma ilustríssima figura brasileira marcou presença no último episódio da série “Carpool Karaoke”, produzida pela Apple, lançado na última sexta-feira (25/1): Gisele Bündchen.

Em episódio com o grupo de R&B Boys II Men, a supermodelo expressa sua afeição pela banda (ela afirma ter aprendido inglês com uma fita cassete deles, inclusive), arrisca algumas palhinhas e até faz os integrantes do grupo cantarem em português em alguns momentos.

O episódio já está disponível no app TV — e, nesse caso, não é preciso ter uma assinatura do Apple Music.

via Cult of Mac, Apple World Today, 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes